Motorista de aplicativo é morto durante corrida na Grande SP

O carro foi encontrado a 500 metros de onde a corrida teve início. (Foto: Reprodução/TV Globo)

RESUMO DA NOTÍCIA

  • É o terceiro motorista de aplicativo assassinado na mesma semana

  • Motorista, encontrado morto em Itaquaquecetuba, teria reagido a uma tentativa de assalto

Criminosos enforcaram um motorista de aplicativo com o cinto de segurança durante corrida em Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo, na noite de quarta-feira (18). A morte de Elvis Souza Leite, de 41 anos, é o terceiro caso do tipo registrado nos arredores da capital paulista na mesma semana.

A Polícia Militar informa que a namorada de um dos passageiros pediu a corrida no próprio celular. Três homens entraram no veículo na Rua Valparaizo e anunciaram o assalto.

“Eu acredito que, durante o deslocamento, tenha havido uma briga. Os meliantes anunciaram o roubo, sem armamento, ele deve ter percebido a ocorrência e reagido. Os criminosos do banco de trás devem ter enforcado o motorista durante o deslocamento”, conta Douglas Ramalho, tenente da Polícia Militar, ao G1.

O carro foi encontrado na Rua Ferraz de Vasconcellos, a 500 metros de onde a corrida começou. De acordo com a PM, dois suspeitos fugiram e um menor de idade foi detido. Eles não roubaram nada do carro.

Leia também

Na madrugada do último domingo (15), o estudante e motorista Marco Aurélio Roncoli Filho, de 30 anos, também foi assassinado durante uma corrida. Uma moto abordou seu veículo no bairro da Pedreira, na zona sul de São Paulo.

Na noite do mesmo dia, Adriana Márcia de Almeida foi assassinada em frente a um baile funk em Diadema. Duas garotas pediram a corrida pelo aplicativo, e enquanto elas entravam no carro, um homem atirou no pescoço da motorista.

Adriana morava com o filho e a neta. A polícia divulgou o retrato falado do suspeito, mas até esta quinta-feira (19), ninguém foi preso.