Passageiros procedentes do Reino Unido retidos na Alemanha por nova cepa do coronavírus

·1 minuto de leitura
Vários países suspenderam os voos procedentes do Reino Unido

Dezenas de passageiros procedentes do Reino Unido estavam bloqueados nesta segunda-feira nos aeroportos da Alemanha.

A situação é o resultado da decisão do governo de suspender, a partir da meia-noite de domingo, os voos a partir deste país em consequência da descoberta de uma nova cepa de covid-19 mais contagiosa.

Em Hannover, a medida surpreendeu 63 passageiros que chegaram em um voo procedente deste país, que não foram autorizados a sair do aeroporto.

Todos foram obrigados a passar por um teste de diagnóstico de covid-19, organizado por profissionais de saúde que adotaram medidas extremas de segurança, e aguardar os resultados, provavelmente nas próximas horas.

O aeroporto instalou camas improvisadas em um terminal para ajudar os passageiros a passar a noite. "Nosso objetivo é impedir que a nova cepa do vírus entre na região", afirmou um dos diretores da Autoridade Sanitária local, Andreas Kranz, à agência de notícias dpa.

Entre os passageiros bloqueados, o clima era tenso. "Estamos no aeroporto de Hannover e estamos retidos contra nossa vontade, passamos por exames e nos proibiram de sair enquanto aguardamos os resultados", reclamou a alemã Manuela Thomys em um vídeo divulgado pelo jornal Bild.

A situação era similar no aeroporto de Stuttgart, mas com um grupo menor de passageiros procedentes do Reino Unido, que foram levados para um centro de diagnóstico.

Os passageiros serão autorizados a sair apenas com o resultado negativo do exame, mas serão obrigados a permanecer em quarentena.

A Alemanha integra o número cada vez maior de países que suspenderam os voos procedentes da Grã-Bretanha.

A descoberta no Reino Unido de uma nova cepa de coronavírus muito mais contagiosa que as anteriores preocupa as autoridades europeias.

ylf/ces/af/lda/fp