Pastor de Bolsonaro gasta quase R$ 500 mil com gasolina

Senador Magno Malta durante sessão para votação do Decreto de Intervenção Federal no Rio. Foto: Fátima Meira/Futura Press

Apontado como o guru espiritual de Jair Bolsonaro, o senador Magno Malta se destaca pelo consumo exagerado de gasolina paga pelo contribuinte. O político capixaba gastou R$ 472 mil em combustível em dois postos de gasolina de Vila Velha. A informação é do “The Intercept Brasil”.

Conforme as notas apresentadas pelo senador, o volume de combustível comprado pelo gabinete dele seria o suficiente para atravessar o estado do Espírito Santo em linha reta 2.823 vezes. O montante foi gasto entre abril de 2009 e julho deste ano.

Programa de governo de Lula relembra promessa de 29 anos
Implodir PT e PSDB é um risco para o país
Meio ambiente, trabalho escravo e Odebrecht: erros de Kátia Abreu na Globonews
Justiça proíbe propaganda que associa Jaques Wagner a corrupção

Segundo a reportagem do “The Intercept Brasil”, os dois postos de gasolina que concentram os gastos de Malta pertencem a José Tasso Oliveira de Andrade, ex-deputado estadual e ex-chefe da Casa Civil do Espírito Santo entre 1999 e 2001.  Andrade foi condenado em 2013 por roubo de dinheiro público.

Além de gasolina paga com dinheiro do contribuinte, Magno Malta mantém três gabinetes. Um em Brasília e outros dois em Vila Velha e Cachoeiro do Itapemirim respectivamente.  O senador  foi questionado sobre os gastos gigantescos com gasolina, mas se limitou a dizer que estava dentro dos limites legais.