Pastor é preso 34 anos depois de supostamente matar vigilante

Pastor foi preso em Santa Maria, na Região Metropolitana de João Pessoa (PB). (Foto: GettyImages)
Pastor foi preso em Santa Maria, na Região Metropolitana de João Pessoa (PB). (Foto: GettyImages)
  • Crime ocorreu quando suspeito e vítima trabalhavam na mesma empresa

  • Vigilante teria impedido pastor, que era motorista, de trabalhar embriagado

  • Homem foi preso em sua casa, onde também funciona uma igreja

Trinta e quatro anos depois de supostamente ter matado um vigilante, em Santa Maria, na Região Metropolitana de João Pessoa (PB), o pastor suspeito do crime foi finalmente preso nesta quinta-feira (4).

Com um mandado de prisão contra ele, o pastor, de 63 anos, foi abordado na própria casa, onde também funciona uma igreja. As informações são do portal T5.

Segundo a Polícia Civil, na época do crime, o pastor, que era motorista de ônibus, e a vítima trabalhavam juntos em uma empresa. O suspeito teria matado o vigilante quando este tentou impedir que ele trabalhasse embriagado.

O pastor foi levado à carceragem da Central de Polícia. Ele deve passar por uma audiência de custódia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos