Pastor evangélico é indiciado por intolerância religiosa após quebrar oferendas

·1 minuto de leitura
Pastor evangélico Gledson Lima cometeu o crime em Belford Roxo, na Baixada Fluminense (Foto: Reprodução)
Pastor evangélico Gledson Lima cometeu o crime em Belford Roxo, na Baixada Fluminense (Foto: Reprodução)

O pastor evangélico Gledson Lima foi indicado pela Polícia Civil pelo crime de intolerância religiosa. Ele mesmo se filmou quebrando oferendas religiosas do Candomblé e o vídeo foi postado em redes sociais. As informações são do portal UOL.

O crime aconteceu em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, e foi registrado na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância pelo babalorixá Natan de Oxaguiã, do terreiro Ilê Àsé Babá Min Okan Fun Fun.

Leia também:

Na ocasião, ele afirmou que estava quebrando as oferendas “em nome de Jesus”. “Assim como essa pedra está quebrando, assim é a palavra de Deus. Em nome de Jesus, está sendo tudo quebrado”, disse Gledson Lima.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Na ocasião, o pastor ainda convidou as pessoas para irem ao culto da igreja da qual faz parte.

Segundo informações do UOL, o vídeo foi apreendido pela delegada titular da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância, Márcia Noeli Barreto, e foi feita perícia das imagens, além de colhidos depoimentos.

O babalorixá afirmou que os adeptos do Candomblé são perseguidos o tempo todo. “É um sentimento de impotência e medo. Isso é tão normal. Os alimentos nos alguidares são sagrados, são agradecimentos à ancestralidade”, disse ao UOL.