Pastor morre 3 dias após ter AVC na igreja enquanto cantava “não deixe um soldado ferido morrer”

·1 min de leitura
Geter passou mal durante culto - Foto: Reprodução/TV Gazeta
Geter passou mal durante culto - Foto: Reprodução/TV Gazeta
  • Geter da Silva passou mal durante culto em Cachoeiro do Itapemirim

  • Ele foi encaminhado a um hospital da região

  • Diante da piora no quadro, o pastor precisou ser transferido para Vitória, onde morreu

Um pastor morreu na última quarta-feira (20), no Espírito Santo, três dias depois de sofrer um AVC durante culto que protagonizava em Cachoeiro do Itapemirim. As informações são do G1.

Geter da Silva, de 48 anos, cantava “não deixe um soldado ferido morrer” no instante em que passou mal. Logo após a frase, ele caiu e precisou ser amparado por fiéis que acompanhavam a cerimônia.

O pastor foi levado às pressas para a Santa Casa de Misericórdia da cidade, mas, diante da piora em seu quadro, foi transferido para Vitória, onde teve o óbito anunciado.

Pastor trabalhava na prefeitura

Além de pastor, Geter trabalhava na prefeitura de Cachoeiro do Itapemirim e vendia picolés no centro da cidade.

O corpo dele seria velado no bairro Coronel Borges, no município.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos