Pastores dizem que vídeo de traficantes em igreja é peça de teatro

(Foto: Getty Images)
(Foto: Getty Images)

Pastores afirmam que o vídeo que circula nas redes sociais em que um suposto traficante entra em uma igreja evangélica e pede a um pastor orações antes de participar de uma guerra com uma facção rival faz parte de uma peça de teatro.

Em entrevista ao portal UOL, a pastora Isa Cruz disse que a filmagem aconteceu no dia 12 de junho em comemoração ao Dia do Pastor e foi encenada por integrantes da congregação. Ela é uma das presidentes do Ministério Tempo de Avivar, uma pequena igreja evangélica localizada no Morro do Borel, na zona norte do Rio de Janeiro.

"Foi uma peça de teatro referente ao Dia do Pastor, gravada no segundo domingo de junho. No final da história eles se convertem", afirmou ela.

Apesar de não usar muito as redes sociais, ela falou que ficou sabendo da repercussão do caso, e que “a todo momento” mandam o vídeo para ela.

Ainda ao portal UOL, ela afirmou que a congregação não tem nenhuma preocupação com a divulgação das imagens: "Ficamos tranquilos, porque realmente foi uma peça e acho que não foi [divulgado] o vídeo todo".

O pastor que aparece na filmagem é Alan Mendes, marido de Isa Cruz e também presidente da igreja. De acordo com ele, ambos sabiam que uma peça seria encenada naquele dia, mas não conheciam o teor do que seria apresentado, informou o portal UOL. Ele disse ainda que nunca achou que a chegada dos supostos traficantes fosse uma situação real.

"Não [achei que fosse real] porque eu sabia que era uma peça da igreja, só não sabia qual o tipo de peça que eles estariam apresentando. Eles me pegaram de surpresa, mas não me assustou porque eu sabia que era uma peça e conheço cada um e a característica de cada um que entrou na igreja. Eu conheço meus obreiros", disse o pastor.

Além disso, o pastor Alan Mendes afirma que a arma exibida no vídeo era de paintball.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos