Patricia Marx se desculpa por abandonar live show no meio após crise de pânico: 'Fiquei nervosa e sai correndo'

Extra
·1 minuto de leitura

Patricia Marx publicou um vídeo nas redes sociais para explicar o motivo de ter abandonado uma live show antes da hora, durante uma apresentação fechada para pagantes na semana passada. A cantora, sucesso nos anos 1980 com o grupo Trem da Alegria, disse que teve uma crise de pânico do meio para o final do show por estar muito nervosa.

"Eu tive uma crise de pânico, do meio para o final. Fiquei muito nervosa, estava muito estressada, muito ansiosa, fiquei nervosa e sai correndo. Quem tem crise de pânico, sabe o que acontece: paralisa tudo, a gente não consegue pensar, raciocinar", disse ela.

A cantora, de 46 anos, seguiu se explicando que trata de ansiedade "há muitos anos":

"Começou com uma crise de ansiedade, depois evoluiu para depressão. Não tenho depressão mais, eu tomo remédio. Quem tem crise depressão e crise de pânico, você tem que tomar remédio, e eu tenho sido acompanhada, faço terapia, psicanálise, tomo remédio... Mas naquele dia, exatamente, eu estava muito ansiosa, muito nervosa, foi uma produção minha. Fiz praticamente tudo, toda a ideia, a arte, divulgação, tudo foi pensado por mim, há um mês".

Patrícia finalizou o vídeo de desculpando pelo ocorrido:

"Peço desculpas. Crise de pânico é uma coisa muito séria. Nós, artistas, somos passíveis. a gente falha, tem medo, sente ansiedade, insegurança, somos vulneráveis, sim. Espero que todos possam compreender o lado humano das pessoas. Eu eu também peço desculpas por falhar. Tenho o direito de falhar, como todos vocês. A gente fica ansioso, nervoso, inseguro, se sente vulnerável. O ruim é que as pessoas julgam sem saber".