Patrocinadores dos Jogos de Tóquio reduzem campanhas em meio a falta de apoio popular

Maki Shiraki e Makiko Yamazaki e Eimi Yamamitsu e Ju-min Park
·2 minuto de leitura

Por Maki Shiraki e Makiko Yamazaki e Eimi Yamamitsu e Ju-min Park

TÓQUIO (Reuters) - Os patrocinadores das Olimpíadas do Japão estão reduzindo as campanhas publicitárias e adiando eventos de marketing para os Jogos deste ano, preocupados com o sentimento cada vez mais negativo do público em relação ao evento em meio a uma nova onda de Covid-19.

Os patrocinadores também temem que os organizadores não lhes tenham dito quais são os planos de contingência existentes, caso a pandemia inviabilize os Jogos novamente este ano.

Essa incerteza sobre as Olimpíadas marca um novo revés para os patrocinadores domésticos, incluindo muitas das maiores empresas do Japão, como Canon e Japan Airlines, que juntas somam mais de 3 bilhões de dólares em apoio ao evento.

As garantias do governo japonês e do Comitê Olímpico Internacional neste mês de que os Jogos vão acontecer conforme programado, a partir de 23 de julho, não dissiparam as preocupações.

Em entrevistas com duas dezenas de patrocinadores, organizadores e autoridades, as fontes descreveram o aprofundamento da incerteza e da frustração à medida que os números nacionais de infecção atingiam recordes históricos em janeiro, fazendo o público se voltar contra o evento.

Quase 80% da população agora acredita que os Jogos deveriam ser cancelados ou adiados de novo, de acordo com uma pesquisa de janeiro da Kyodo.

O temor de que uma declaração de emergência estendida possa minar ainda mais a confiança do público nos Jogos também é uma preocupação, disseram pelo menos 11 das fontes.

"Estamos nos perguntando, 'vamos realmente fazer isso?'", disse uma pessoa destacada por sua empresa no comitê organizador olímpico. A pessoa, que como a maioria dos entrevistados não quis ser identificada porque não tem permissão para falar com a mídia, afirmou que até mesmo levantar o tema de um "Plano B" é desencorajado.

Em resposta às perguntas da Reuters sobre os patrocinadores alterando sua estratégia de propaganda e marketing, o comitê organizador de Tóquio disse que está trabalhando em estreita colaboração com todas as partes interessadas para o sucesso dos Jogos e que está recebendo total apoio.

O comitê também disse esperar que uma série de medidas implementadas pelo governo do Japão, Tóquio e outras autoridades municipais melhorem a situação do vírus.