Patti Smith compra reconstrução de casa onde Rimbaud viveu no século 19

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A cantora e poetisa Patti Smith, 70, se tornou proprietária de um imóvel localizado onde o poeta francês Arthur Rimbaud, seu ídolo, morou na juventude.

Fica na pequena cidade de Roche, do lado francês da fronteira com a Bélgica, na qual o poeta, aos 19 anos, escreveu "Temporada no Inferno" ("A Season in Hell"), sua obra mais famosa, de mais de cem páginas. É considerada um divisor de águas em suas publicações e marca a entrada do artista no surrealismo.

Desde que a família de Rimbaud deixou a propriedade, durante a Primeira Guerra Mundial, a casa original foi demolida e um novo imóvel foi erguido no local. Coube a Jacqueline Kranevitter e Paul Boens, dois admiradores de Rimbaud, a iniciativa de recuperar o local onde o artista viveu na infância. Além de reconstruir a casa, eles haviam erguido estruturas para homenagear o escritor, que acabam atraindo fãs dele ao longos dos anos.

Só que o projeto de reconstrução estava em ruínas, e foi quando Smith ficou sabendo e resolveu intervir, segundo o site "Artnet". Ela aproveitou que estava na França para participar de uma premiação e assinou, em segredo, os papéis para se tornar dona do imóvel. O valor do negócio não foi divulgado.