Paul McCartney: uma lista para os 80 anos do vovô-garoto do rock

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

E chegou o dia para o qual ninguém estava preparado: este sábado, Paul McCartney, o beatle com eterna cara de garoto, completa 80 anos. É a deixa para enfileirar 80 fatos que transformaram o garoto inglês que nasceu pobre, no meio da Segunda Guerra, num astro absoluto do rock, compositor de algumas das músicas mais amadas do mundo e referência cultural da qual ninguém escapa.

1. O primeiro nome de Paul é James, assim como seu pai. Para evitar confusão, seus pais logo decidiram chamá-lo pelo nome do meio.

2. Um dia, o pai de Paul comprou um piano — justo na loja dos pais de Brian Epstein, rapaz que se tornaria empresário dos Beatles.

3. Convidado por James a ter aulas de piano, Paul deu de ombros: preferiu aprender o instrumento de ouvido.

4. Aos 11, o menino foi estimulado pelo pai a fazer teste para o coro da Catedral de Liverpool. Mas não passou.

5. Aos 12, Paul conheceu o também futuro beatle George Harrison no ônibus e os dois logo ficaram amigos.

6. Pelo seu aniversário de 14 anos, Paul ganhou do pai um trompete. James tinha sido trompetista de jazz.

7. Fissurado por rock, Paul deu um jeito de trocar o trompete por um violão de 15 libras, modelo Framus Zenith.

8. Em 31 de outubro de 1956, quando Paul tinha 14, sua mãe, Mary, morreu, após tratamento de um câncer.

9. Em meio à dor da perda, ele compôs a sua primeira canção, “I lost my little girl”.

10. “Long Tall Sally”, de Little Richard, foi a primeira música que Paul cantou em público, num show de calouros.

11. Em 6 de julho de 1957 Paul conheceu John Lennon. Foi numa festa em Liverpool, em que tocava o grupo de John, o Quarrymen.

12. Mas, depois do show, foi a vez de Paul se mostrar: ele sacou de seu violão, tocou clássicos do rock e foi chamado para a banda.

13. Johnny and the Moondogs, Beatals e The Silver Beetles: assim a banda de Paul e John se chamou antes de Beatles.

14. Os Beatles estavam em Hamburgo quando Paul e o baterista Pete Best puseram fogo em uma camisinha. Foram presos e deportados, como incendiários.

15. Paul se tornou baixista dos Beatles depois que Stu Sutcliff deixou a banda para se dedicar à pintura .

16. Em 1961, o beatle comprou em Hamburgo o seu primeiro baixo Höfner, em formato de violino — modelo que o acompanharia pela vida.

17. Apesar de ter ficado conhecido como baixista, Paul tocou guitarra solo em várias faixas dos Beatles, como “Ticket to ride” e “Taxman”.

18. No começo da beatlemania, Paul era apresentado como o beatle “bonito” (em oposição a John , o “esperto”).

19. Canção mais gravada de todos os tempos, “Yesterday” nasceu com bizarros versos, provisórios: “ovos mexidos / oh, meu bebê, como eu amo suas pernas / mas não tanto quanto amo ovos mexidos.”

20. Paul ofereceu “Yesterday” ao cantor britânico Chris Farlowe, que a recusou, dizendo que era muito suave.

21. A inspiração para o nome “Eleanor Rigby” veio da atriz Eleanor Bron e da loja Rigby & Evens Ltd. Só depois Paul descobriu que havia uma Eleanor Rigby enterrada em Liverpool.

22. Linda Eastman, com quem Paul se casaria em 1969, era uma das 50 mil pessoas no show dos Beatles no Shea Stadium em 65.

23. O título “Rubber soul” (“alma de borracha”), do LP dos Beatles de 1965, foi uma ideia que Paul teve ao ouvir a descrição do canto de Mick Jagger: “plastic soul”.

24. O primeiro trabalho solo de Paul foi antes da separação dos Beatles: em 1966, quando compôs a trilha para o filme “Lua de mel ao meio-dia”.

25. Qual a canção favorita de Paul? Nenhuma dos Beatles. Em 2007, ele revelou que era “God only knows”, (1966), dos Beach Boys .

26. Em 1966, Paul participou de um improviso musical no Royal College of Art de Londres tocando uma caneca de cerveja e um radiador.

27. Uma das maiores teorias conspiratórias do rock é a de que Paul teria morrido em 1966, num acidente de carro, e substituído por um sósia.

28. Paul foi o último dos Beatles a ser introduzido ao LSD: em 1967, por John Lennon.

29. Quem é a “Mother Mary” a quem Paul se refere em “Let it be” (1969)? O mais óbvio: Mary, sua falecida mãe.

30. Paul foi o único beatle de barba durante a gravação de “Let it be” e o único sem barba na capa de “Abbey Road”.

31. Para despistar curiosos, ao gravar seu primeiro álbum solo Paul se registrou nos estúdios Abbey Road sob o nome de Billy Martin.

32. Outro pseudônimo era Paul Ramon, que levaria anos depois o baixista Dee Dee a batizar sua lendária banda punk: os Ramones.

33. Apesar de boa parte das músicas terem sido atribuídas à parceria Lennon/McCartney, estudiosos dos Beatles geralmente creditam 61 delas somente a John e 43 completamente a Paul.

34. Mas, contando as músicas que teriam feito individualmente nos Beatles, Paul tem mais canções que chegaram ao número 1 das paradas (11 contra 6 de John).

35. Paul foi reconhecido pelo livro Guinness como o compositor de maior sucesso de todos os tempos.

36. Além de cantor, compositor, guitarrista, pianista e baixista, ele ainda é baterista.

37. Quando Paul e Linda se casaram , ela já estava grávida da filha Mary. E nenhum dos outros Beatles foi convidado para a cerimônia.

38. Uma entrevista promocional com Paul, feita para divulgar o seu primeiro álbum solo, foi o estopim para que os beatles anunciassem o seu fim, em abril de 1970.

39. O ressentimento de John por Paul foi expresso uma canção de 1971, “How do you sleep”, com versos duros como “a única coisa que você fez foi ‘Yesterday’”.

40. A depressão pelo fim iminente dos Beatles fez com que Paul escrevesse “Maybe I’m amazed”, uma saudação ao apoio dado por Linda. Foi seu primeiro hit solo.

41. Paul ainda não tinha o nome da sua banda pós-Beatles. Linda disse que, quando estava sob o efeito da anestesia da cesária da filha Stella, viu várias asas de anjos. “Wings of Angels”, pensou ele, no que a mulher retrucou: “‘Wings’ apenas é melhor.”

42. Em 1972, a polícia deu uma incerta na fazenda do beatle e encontrou pés de cannabis entre os tomateiros.

43. Paul queria que seu disco “Band on the run” fosse gravado um um lugar exótico. A gravadora ofereceu estúdios no Rio, mas ele escolheu os de Lagos, na Nigéria.

44. Paul e Linda se tornaram vegetarianos depois de jantarem vendo cordeiros galopando em sua fazenda.

45. Das músicas solo que chegaram ao topo da parada americana, a que mais tempo passou lá foi a irônica e tida como mais tola “Silly love songs”.

46. Quando o pai morreu, em 1976, Paul resolveu não comparecer ao velório, com receio do circo da mídia.

47. A última vez em que Paul encontrou John pessoalmente foi atribulada: Lennon não o deixou entrar em sua casa porque estava cuidando do filho bebê, Sean.

48. Em 1980, Paul passou um sufoco ao ser preso no aeroporto em Tóquio com quase meio quilo de maconha — ficou preso por nove dias.

49. Acostumado ao aplauso, ele estrelou, escreveu, produziu o longa “Mande lembranças para Broad Street”. E críticos fuzilaram a obra.

50. Paul não é lá o maior fã de entrevistas. “Odeio todas essas perguntas sobre os Beatles”, disse ele um dia.

51. Em 1985, Michael Jackson comprou o catálogo dos Beatles. Só em 2017 Paul conquistou os direitos sobre suas músicas com a banda.

52. A MPL, editora do beatle, detém os direitos autorais sobre a obra do pioneiro do rock Buddy Holly.

53. Paul debutou na música orquestral em 1991, ao compor o “Liverpool Oratorio”.

54. Paul foi incluído duas vezes no Rock and Roll Hall of Fame: com os Beatles em 1988 e como artista solo em 1999.

55. Em 21 de abril de 1990, Paul quebrou, no Rio, o recorde de público para uma apresentação de um artista: 184 mil pessoas, no Maracanã.

56. Os dois shows no Rio, em 1990, foram os primeiros de um beatle no Brasil. Ele voltaria em 1993 e, com mais constância, a partir de 2010.

57. Paul é membro da Ordem do Império Britânico desde 1968, e cavaleiro da Ordem (ou seja, Sir Paul) desde 97.

58. Em 1993, Paul formou com o baixista Youth o projeto Fireman, de experimentos com rock e eletrônica.

59. Paul e Linda apareceram em “Os Simpsons” tentando convencer Lisa Simpson a tornar-se vegetariana.

60. Justamente por ser vegetariano, Paul não permitiu a Weird Al Yankovic fazer uma paródia de sua “Live and let die”. Seria “Chicken pot pie” (“Empadão de frango”).

61. Em 1996, Paul dirigiu o curta-metragem “Grateful Dead: A Photofilm”, sobre o grupo ícone da psicodelia.

62. As últimas palavras de Paul para Linda, quando ela morreu de câncer, em 1998, foram: “É um belo dia de primavera. Estamos cavalgando pela floresta. Os jacintos estão todos abertos e o céu está azul claro.”

63. O ator Gary Bakewell viveu Paul McCartney em dois filmes: “Backbeat” (1994) e “A história de Linda McCartney” (2000).

64. O jato de Paul estava no aeroporto JFK quando se deram os ataques às Torres Gêmeas. A comoção com a tragédia o levou alguns dias depois a montar um concerto beneficente em Nova York.

65. Depois desse show, Paul foi nomeado detetive honorário pela polícia da cidade.

66. Em 2002, Paul se casou com a ex-modelo Heather Mills. Eles tiveram uma filha, Beatrice, em 2003, e se separaram em 2006, depois de muitas brigas.

67. Compositor de “Back in the U.S.S.R.”, o beatle se apresentou pela primeira vez na Rússia em 2003. Em Moscou, tocou para 20 mil pessoas na Praça Vermelha.

68. Paul não é estranho ao rap: depois de arriscar uma faixa no estilo em 1989, “Où est le soleil?”, ele colaborou com Kanye West em “Only one” e “FourFiveSeconds”, música de sucesso com Rihanna

69. O beatle ganhou mostra de seus quadros na Walker Art Gallery, em Liverpool.

70. Paul teve sua poesia reunida em “Blackbird singing: poems and lyrics 1965-1999”.

71. Talvez a mais conhecida menção ao beatle numa letra da MPB seja a de “O Papa é pop”, dos Engenheiros do Hawaii: “E afinal, o que é rock’n’roll? Os óculos do John ou o olhar do Paul?”.

72. Em 2012, em Nova York, Paul reviveu o Nirvana: no lugar do finado Kurt Cobain, juntou-se ao baterista Dave Grohl e ao baixista Krist Novoselic para tocar “Cut me some slack”.

73. Quando o assunto é futebol, Paul fica em cima do muro: ele diz torcer pelo Everton (time do seu pai) e pelo Liverpool (porque é amigo do craque Kenny Dalglish).

74. O astro fez ponta no no filme “Piratas do Caribe: A vingança de Salazar” (de 2017), como Uncle Jack.

75. Em 2018, em homenagem a John Lennon, Paul vestiu uma camiseta com os dizeres “Nós podemos acabar com a violência armada” no comício March for Our Lives em Nova York.

76. Um trilobita (artrópode característico do período Paleozoico) recebeu o nome de Struszia mccartneyi em tributo a Paul.

77. Com o álbum “Egypt Station” (2018), Paul voltou ao topo das paradas americanas depois de 36 anos.

78. Em 2021, Paul disse que a maior das rivalidades entre os Beatles era, na verdade, a de John com George, de quem deveria ter a guitarra com volume mais alto.

79. De todos os astros de rock, Paul é o que tem a maior fortuna: U$ 1,2 bilhão.

80. Peguntado se pensava em se aposentar um dia, Paul disse: “Para ficar em casa assistindo a TV? Não, obrigado. Prefiro sair por aí tocando”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos