Paulinha Abelha: entenda como os diuréticos podem agir no organismo

·3 min de leitura
Paulinha Abelha em show do Calcinha Preta
Paulinha Abelha em show do Calcinha Preta. Foto: Reprodução/Instagram

Resumo da notícia:

  • Paulinha Abelha: Entenda como os diuréticos podem agir no organismo

  • Causas que levaram ao quadro fatal da cantora são investigadas

  • Diuréticos em excesso podem causar desidratação e culminar em infecção

O quadro de saúde que levou Paulinha Abelha, vocalista do Calcinha Preta, a um caso fatal aos 43 anos de idade segue inconclusivo. Várias são as hipóteses investigadas pelos médicos da artista, que morreu na última quarta-feira (23), em decorrência de um comprometimento multissistêmico.

A cantora sergipana chegou a entrar em coma grau 3 quando internada na UTI, respirando com ajuda de aparelhos e precisou de diálise para filtrar substâncias tóxicas de seu organismo. Dentre as hipóteses levantadas para o agravamento da saúde de Paulinha, a intoxicação por uso de remédios para emagrecer e diuréticos está sendo investigada.

De acordo com os médicos Marcos Aurélio Alves e André Luis Veiga de Oliveira, ela estava fazendo tratamento para perder peso com o uso de fórmula prescrita por um nutrólogo. "Foi prescrito e tinha acompanhamento de um profissional de saúde", afirmou o diretor técnico do hospital, Ricardo Leite, em coletiva sobre o estado de saúde da cantora, na última terça-feira (22).

Ao Yahoo!, o urologista Raphael Pedroso, do Hospital Oswaldo Cruz, de São Paulo, explica como os medicamentos diuréticos agem no organismo. “Não tem nada que comprove que o uso de diurético propicie algum tipo de infecção. O que pode acontecer, uma coisa remota, se ela teve uma desidratação, o sistema imune ficou prejudicado e aí aconteceu de ficar mais suscetível a ter uma infecção. Mas não dá para afirmar que o uso de diurético é a causa de alguma infecção”, declarou ele.

De acordo com Pedroso, todo tipo de diurético em excesso pode causar desidratação. "De forma geral, o que os diuréticos fazem é tirar líquido do organismo. Existem vários tipo de diuréticos e cada um deles age em uma parte diferente do rim e isso pode ter diferentes repercussões para o organismo. O que todos podem causar se eu der em excesso ou de forma errada é a desidratação. Você vai urinar muito, perder muito líquido e aí terá efeitos possíveis da desidratação”, explicou o médico.

Sintomas de desidratação incluem fraqueza, boca e pele secas, tontura, cansaço excessivo e sistema imune mais vulnerável.

Infecção?

Sobre uma possível infecção por conta do uso do medicamento, o urologista Raphael explica que isso pode acontecer como consequência da desidratação. "Uns diuréticos podem te levar a perder mais sódio na urina e ter repercussões no cérebro. Outro podem te levar a perder mais potássio na urina e te levar a ter cãibra. Tem alguns que a gente usa para quem tem pedra no rim e sobra muito cálcio na urina e usamos para tirar esse cálcio na urina. Então, o uso de diuréticos serve para várias coisas diferentes”, completou.

Segundo Ricardo Leite, diretor técnico do hospital Primavera, os órgãos afetados passaram por biópsia para ajudar no processo de diagnóstico, mas não houve conclusão a tempo. Uma possível doença autoimune, quando o próprio corpo ataca o sistema imunológico, também foi investigada. Um suposto quadro de comprometimento renal crônico anterior foi descartado, assim como a ligação de bactéria ou vírus com o quadro neurológico.

Um terceira hipótese foi a Síndrome de Haff, popularmente conhecida como "doença do sushi". Ela é provocada por uma lesão muscular que resulta na elevação dos níveis séricos de creatina fosfoquinase (CPK) - que provoca escurecimento da coloração da urina, característica que a fez ser conhecida também como "doença da urina preta“ - porque Paulinha Abelha comeu em um restaurante na véspera de sua indisposição. No entanto, os médicos não consideram essa hipótese por conta do comprometimento neurológica, o que não é comum na Síndrome de Haff.

O Yahoo! entrou em contato com a assessoria para saber sobre o uso de diuréticos por parte de Paulinha Abelha e não obteve confirmação. “Não é do meu conhecimento se ela fez uso de medicamentos diuréticos”, afirmou a equipe.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos