Paulistanos levam pets para bênção no Dia de São Francisco de Assis

·3 minuto de leitura
SÃO PAULO, SP, 04.10.2021 – RELIGIÃO-SP: Tradicional missa de celebração do Dia São Francisco de Assis, com a presença de pets que serão benzidos durante a cerimônia, na paróquia do santo protetor dos animais, na capital paulista, nesta segunda-feira. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)
SÃO PAULO, SP, 04.10.2021 – RELIGIÃO-SP: Tradicional missa de celebração do Dia São Francisco de Assis, com a presença de pets que serão benzidos durante a cerimônia, na paróquia do santo protetor dos animais, na capital paulista, nesta segunda-feira. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A tradicional festa em comemoração ao Dia de São Francisco de Assis, padroeiro dos animais, arrastou fiéis e seus pets à paróquia São Francisco de Assis, na Vila Clementino, zona sul da capital paulista, nesta segunda-feira (4).

Com bênçãos aos animais, distribuição de ração e missas durante todo o dia, a igreja recebeu ao longo desta segunda-feira (4) aproximadamente 7.000 pessoas, segundo o frei Waldecir. “Neste ano, temos recebido um grande número de fiéis e seus animaizinhos, mas é um pouco menos do que recebemos nos anos anteriores à pandemia, por exemplo. Em 2019 nós recebemos por volta de 10 mil pessoas. Desta vez, acredito que chegamos, ao longo do dia, a 7.000”, explica o frei.

O número fica um pouco abaixo do que era registrado antes da pandemia, mas já é melhor do que o de 2020, quando 5.000 pessoas compareceram à celebração.

“Recebemos animais de todos os tipos, cachorros, gatos, furões, aves de várias espécies, todos trazidos para receber a bênção. É um movimento muito bonito”, afirma o frei.

“São Francisco é admirado não só no catolicismo, mas também em outras religiões. Ele é um santo muito querido, que traz o significado de integração e comunhão. Ele quebra todo tipo de barreira, mas sobretudo, ele ressalta o cuidado com a nossa casa comum, que é o lugar onde estamos, o nosso planeta terra, a natureza, a importância de cuidar do meio ambiente e dos animais”, diz frei Waldecir.

As comemorações tiveram início na quinta-feira (30) com a tradicional quermesse no pátio da igreja, que conta com barracas de salgados, artigos religiosos e o bolo de São Francisco.

Nesta segunda-feira (4), os fiéis movimentaram os espaços da igreja com seus animais de estimação desde cedo.

A paisagista Laurisete Kiss, 44 anos, tem nove cães e não quis deixar nenhum deles sem a bênção dos freis da paróquia. “Eu vim na primeira missa, a das 7h, com o Dudu, o Obama e a Nina. Agora voltei para a segunda, a das 9h, com a Lassie e o Thor. Vou trazer os outros na missa mais tarde junto com a minha irmã.”

Laurisete conta que é devota de são Francisco de Assis e que não perde as comemorações em homenagem ao padroeiro. “Eu sou devota de são Francisco, levei até o meu santinho para o frei abençoar. Sempre frequento a missa, sempre venho à festa, compro o bolo e levo para todo o mundo, para a minha mãe, minhas irmãs, sobrinhas e para o meu marido”, diz a paisagista.

A enfermeira Andrea Laguna, 48 anos, foi à missa acompanhada dos cinco Goldens retrievers: Thor, Atena, Apolo Kyra e Iorek. O quinteto roubou a cena e teve até foto postada nas redes sociais da paróquia.

Andrea conta que esta é a segunda vez que leva seus animais de estimação à missa em homenagem a são Francisco. “Nós viemos pela primeira vez em 2019 porque umas amigas me contaram que eles poderiam entrar e eu achei muito legal. Aí, no ano passado acabei não vindo por causa da pandemia, mas retomamos a tradição neste ano”.

Ela revela que já era devota de São Francisco de Assis, mas que seu sentimento se tornou ainda maior após a adoção dos cachorros.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos