Paulo Guedes afirma que não haverá aumento de impostos em governo Bolsonaro

O próximo ministro da Economia negou a criação de impostos no governo Bolsonaro (Fátima Meira/Futura Press)

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou na última terça-feira, 20, que não pretende criar novos impostos ou elevar as taxas atuais cobradas no país. “Não, aumento de imposto não”, declarou.

Guedes foi questionado ao chegar ao Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), a atual sede do Gabinete de Transição do governo. O economista não especificou, não entanto, se a decisão de não aumentar impostos será mantida pelos quatro anos de governo.

Secretaria de privatizações

O futuro ministro confirmou ainda a criação de uma Secretaria de Privatizações para o próximo governo, mas não ofereceu detalhes sobre o seu funcionamento. De acordo com a agência Reuters, a nova secretaria tem como objetivo acelerar a venda de ativos brasileiros para melhorar a saúde fiscal do Brasil

Equipe

Já foram escolhidos quatro integrantes para a equipe econômica, liderada por Guedes a partir de janeiro. São eles:

  • Mansueto de Almeida, secretário do Tesouro Nacional
  • Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central
  • Joaquim Levy, presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES)
  • Roberto Castello Branco, presidente da Petrobras