Ministro Paulo Guedes tem o celular hackeado, diz assessoria

Assessoria do Ministério da Economia pediu para que mensagens de Guedes fossem desconsideradas. (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, teve o celular hackeado. A confirmação da invasão partiu da assessoria do próprio ministério, que anunciou a comprovação na noite desta segunda-feira (22).

SIGA O YAHOO NOTÍCIAS NO INSTAGRAM

A assessoria solicitou que mensagens emitidas pelo número de Guedes e de outras pessoas do gabinete sejam desconsideradas. O pedido foi enviado por mensagem da assessoria a jornalistas em um grupo oficial da pasta.

Leia também

A assessoria disse estuda quais medidas cabíveis serão tomadas nesta terça-feira (23), quando mais informações serão fornecidas.

No domingo (21), a deputada federal e líder do governo de Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados, Joice Hasselmann (PSL-SP), divulgou um vídeo em uma rede social no qual diz que teve o celular invadido e clonado.

Segundo a deputada, a polícia já foi acionada para apurar o caso. “Assim como aconteceu com o celular do nosso ministro Sergio Moro, o meu telefone foi clonado, foi invadido, foi clonado e há bandidos, farsantes encaminhando mensagens em meu nome, através do [aplicativo de mensagens] Telegram”, declarou.