Paulo Gustavo é homenageado por colegas do ‘Vai que cola’, que estreia temporada gravada em Miami, neste sábado, na Globo

·4 minuto de leitura

“Quem é do Méier não bobéier”, e os amigos do “Vai que cola” estão aí para provar. Depois de uma temporada em Praia Grande, no litoral de São Paulo, exibida nas madrugadas diárias da Globo de dezembro a fevereiro, Ferdinando (Marcus Majella), Jéssica (Samantha Schmütz), Dona Jô (Catarina Abdalla), Terezinha (Cacau Protásio), Reginel (Luis Lobianco) e Máicol (Emiliano D’Ávila) desembarcam em Miami, nos Estados Unidos, e no horário nobre da emissora. A partir deste sábado, a atração vai ao ar sempre neste dia da semana, logo após a novela “Império”.

Leia mais:

Dos 11 episódios que serão apresentados, o humorista Paulo Gustavo, que deixou o Brasil de luto nesta semana, estará em quatro. Na história, ele é Angel, irmã de Valdomiro (personagem que ele mesmo interpretava nas primeiras temporadas do “Vai que cola”), uma brasileira que mora em Miami e faz de tudo para conseguir seu Green Card.

— Estou muito triste e surpreso, porque tinha a certeza de que ia encontrar o Paulo de novo. Sentia nele uma urgência em tudo: trabalhar, viajar, começar outro projeto. De todos os projetos, os em que ele mais se empenhou foi dar conforto à mãe dele e ser pai. Ele quis muito e conseguiu. Paulo era uma festa! Também era uma peça, que fica sem reposição. Pertence ao panteão dos grandes comediantes que o Brasil já teve. Queríamos que ele ficasse mais tempo aqui, mas ele fez bonito — diz Marcelo Médici, intérprete do paulistano Sanderson no seriado.

Grace Gianoukas, que estreia no humorístico como Dona Rosa, prima de Dona Jô e dona do decadente South Beach Hotel, onde o clã vai ficar hospedado na Terra do Tio Sam, gravou apenas um episódio com Paulo Gustavo.

— Não ficamos íntimos, mas nossa relação de bastidores e palco foi maravilhosa, com muitas gargalhadas, respeito e admiração. Sua passagem para outro plano é realmente desoladora para todos os milhões de fãs dele em todo o Brasil, entre os quais eu me incluo. Aliás, a perda de 400 mil brasileiros para o Covid-19 é uma tragédia inaceitável. Paulo Gustavo agora abriu suas imensas asas e voa livre como um anjo de luz nos abençoando com alegria e amor — afirma ela.

Leia mais:

Pedroca Monteiro surge em cena na temporada como Alejandro, argentino e fiel escudeiro de Dona Rosa, cuidando do hotel como se fosse dele. O ator conta que conhecia Paulo há 20 anos, “quando estava todo mundo começando, se formando na escola de teatro”:

— É uma perda irreparável. Ele é uma referência muito forte para todos nós que fazemos humor, um artista muito importante para o Brasil todo, um homem que eu admiro muito. Estamos muito tristes, é muito difícil falar sobre ele neste momento. Mas o que eu queria era só agradecer por tudo o que ele transformou por aqui.

Leia mais:

Reginel ganha prêmio

A história começa quando Reginel ganha o prêmio da promoção de aniversário do Supermercado Flórida: passagens áreas para Miami. A trupe, animada com uma excursão de luxo, acaba passando por perrengues, desde a inabilidade com outro idioma até ter que trabalhar nas férias em troca de estadia. Foi a primeira viagem do elenco para gravar o “Vai que cola”, cuja temporada foi exibida originalmente no Multishow, em fins de 2019.

— Imagina esse grupo de atores juntos no hotel, no aeroporto, fora do país! Foi quase uma colônia de férias! O resultado dessa alegria aparece em cena — conta Lobianco.

Leia mais:

Nos intervalos das gravações, Majella e Cacau andavam pelas ruas vestidos com os figurinos de seus personagens.

Não havia tempo para trocar de roupa. Então, aproveitávamos cada minuto para tentar fazer umas comprinhas pelas redondezas. Entrávamos nas lojas de Ferdinando e Terezinha e, às vezes, íamos até nos restaurantes montados daquele jeito. Para a nossa surpresa, os gringos viam aquelas figuras exóticas como uma coisa supernormal. Talvez, por Miami ser uma cidade com uma diversidade maravilhosa. Eles nos surpreendiam com um olhar diferenciado, mas era um olhar de admiração — lembra o ator, um dos melhores amigos de Paulo Gustavo, que destaca a importância do humor em tempos tão estranhos: — O mundo está de cabeça pra baixo, e o riso tem um papel fundamental nesse momento tão delicado. O “Vai que cola” tem humor e muito amor envolvidos.

Leia mais:

Famosa por receber convidados, a sitcom tem a presença de Angélica e Rafael Zulu em diferentes episódios. Personagens inéditos também se juntam ao clã: além de Dona Rosa, Alejandro (Pedroca Monteiro), Célio (Paulinho Serra) e Emily (Rhaisa Batista).

Terezinha transforma o bistrô do South Beach Hotel na casa de shows Cerol’s, um dos cantinhos de destaque no novo cenário giratório de 360° do programa.

Cacau Protásio diz que se divertiu também fora de cena, em Miami: “As roupas de Terezinha são mais ‘normais’ lá. Como não falo inglês, eu ia para as lojas e ficava conversando com as vendedoras usando o tradutor no celular”.

Leia mais:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos