Paulo Gustavo e Thales Bretas passaram por diversas barreiras para se tornarem pais de Gael e Romeu

Extra
·3 minuto de leitura

Paulo Gustavo costumava dizer que já se sentia virando a própria mãe na relação com os filhos, Gael e Romeu, do casamento com Thales Bretas. Nos últimos anos, o ator fez muitos brasileiros rirem e chorarem com os retratos que ele pintava de Dona Hermínia e seus irmãos nos filmes "Minha mãe é uma peça", recordistas de bilheteria no cinema nacional. Na vida real, a relação dessa família também era acompanhada pelos muitos fãs nas redes sociais. Nesta terça-feira, Paulo Gustavo perdeu a luta para a Covid-19 e, depois de 42 dias intubado, morreu, aos 42 anos.

Paulo Gustavo e o marido, o médico Thales Bretas, se tornaram pais em 2019, quatro anos após o casamento dos dois. Eles fizeram inseminação artificial nos Estados Unidos em duas barrigas de aluguel. Para Gael, foi usado o sêmen do humorista. Para Romeu, o de Thales.

Os dois nasceram em San Diego e ficaram por lá até os 2 meses de vida, para que não viajassem de avião ainda recém-nascidos. Nesse meio tempo, Paulo e Thales também resolveram toda a documentação dos bebês, incluindo passaportes americanos e brasileiros.

A saga do casal para ter os filhos não foi fácil. O ator teve que ir para os Estados Unidos para facilitar as barreiras legais da barriga de aluguel. Em muitos estados americanos, a prática é permitida, enquanto no Brasil só se permite a barriga solidária, em que uma parente de até quarto grau pode gerar o filho.

Na primeira tentativa, eles tentaram inseminar as duas crianças na mesma mulher, mas ela sofreu um aborto espontâneo, em dezembro de 2017. No Instagram, Paulo Gustavo contou aos seguidores: "Gostaria de dividir com vocês um momento superdifícil. A mamãe de aluguel entrou em trabalho de parto no meio da gestação, quando os bebês ainda não eram viáveis. Infelizmente, não será desta vez".

Depois, foram duas mulheres a receberem os embriões, e as crianças, Gael e Romeu, nasceram em 2019.

Numa entrevista ao "Fantástico", Paulo Gustavo e Thales lembraram a perda dos primeiros bebês. "Em todo lugar que a gente entrava, perguntavam 'E seus filhos?'. E tínhamos que dizer que perdemos. Isso ficou durando um ano", contou o ator.

Romeu nasceu prematuro e foi para a UTI neonatal com complicações respiratórias, enquanto os pais ainda estavam no Brasil. Paulo estava pronto para entrar no palco quando soube. Mesmo nas piores situações da vida, ele estava sempre pronto para fazer seu público rir.

"Eu chorava na coxia, enxugava e entrava no palco para fazer humor e cantar. Foi bem difícil", contou ele na mesma entrevista ao "Fantástico".

O ator nunca escondeu que sofreu preconceito quando decidiu se tornar pai. Ele e o marido se casaram em dezembro 2015. "As pessoas pensam em tudo, só não pensam no seu coração, na sua vontade de ser feliz, de construir uma família", desabafou ele em entrevista para a apresentadora Sabrina Sato.

Paulo Gustavo e Thales se casaram em dezembro de 2015, numa cerimônia "secreta", em que os celulares dos convidados foram confiscados. A festa foi no Parque Lage, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Os noivos entraram ao som da Marcha Nupcial e usavam branco. Entre os convidados, muitos famosos, como Regina Casé, Anitta, Juliana Paes e Alexandre Pato.