Paulo Sousa explica ausência de Diego Alves: 'não oferecia condições de nos ajudar'

Antes mesmo da bola rolar para Flamengo e Fortaleza no Maracanã, os bastidores já estavam à todo vapor. Relacionado para a partida, Diego Alves chegou a fazer o aquecimento dentro do gramado. No entanto, o goleiro não foi levado para o banco de reservas, o que surpreendeu os rubro-negros. Na coletiva após a derrota, Paulo Sousa justificou a ausência do jogador.

Leia também: Os bastidores da saída de Zé Ricardo do Vasco

— O ambiente da partida o Diego já conhece bem. Foi um momento de transição, onde ele teve três treinos com a equipe. Ele não nos oferecia condições para fazer sua performance e nos ajudar. Daí nossa opção pelo Matheus — explicou o treinador.

O jogo contra o Fortaleza é o primeiro para o qual Diego Alves foi relacionado desde a derrota para o Botafogo, há quase um mês. Na ocasião, ele ficou a partida inteira no banco. Desde então, estava tratando uma pubalgia. Recuperado há pouco mais de uma semana, tem treinado normalmente no Ninho do Urubu.

Não é inédito Paulo Souza relacionar três goleiros e deixar um de fora. O que é novo é o fato de o preterido ter sido Diego Alves, que além de ser o mais experiente tem um histórico de problemas de relacionamento com o treinador e o preparador de goleiros Paulo Grilo.

Entenda o caso

Mesmo integrado ao grupo e treinando normalmente, o camisa 1 segue fora dos planos. Só deve ser utilizado em caso de lesão de Hugo, hoje titular, uma vez que Santos ainda levará uns dias para estar recuperado de uma grave contusão muscular.

Internamente, a relação do camisa 1 com o treinador e o preparador de goleiros Paulo Grilo é protocolar, para não dizer inexistente. Insatisfeito com o tratamento que lhe é dado, Diego Alves já não faz a menor questão de preservar a harmonia no dia a dia.

Em nota, o Flamengo afirma que “não existe problema de relacionamento entre o técnico Paulo Sousa e o goleiro Diego Alves. Ambos construíram uma relação ao longo do tempo de trabalho e que segue se fortalecendo. Da mesma forma com o preparador Paulo Grilo", diz um trecho. O Flamengo também reiterou "o ambiente de trabalho e a união em busca dos objetivos na temporada."

Diego Alves tem contrato até dezembro e já pode assinar com outro clube a partir de junho. A ideia do Flamengo é que o jogador encontre um destino para abreviar sua passagem, pois o departamento financeiro travou qualquer negociação pro acordo que gere despesas altas neste momento. A mesma política vale para outras peças do elenco em fim de contrato, como Diego, Isla e Rodinei. A questão é que Diego Alves tem salário elevado e mercado escasso no momento no Brasil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos