Paxlovid: conheça o remédio contra covid-19 que será vendido em farmácias

Remédio Paxlovid (Foto: Chris Sweda/Chicago Tribune/Tribune News Service via Getty Images)
Remédio Paxlovid (Foto: Chris Sweda/Chicago Tribune/Tribune News Service via Getty Images)

A diretoria colegiada da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou nesta segunda-feira (21), por unanimidade, a venda do medicamento Paxlovid, utilizado no tratamento da covid-19, em farmácias de todo o país.

O remédio é composto por comprimidos de nirmatrelvir e ritonavir embalados e administrados juntos.

Os diretores da agência reguladora também aprovaram a ampliação da validade do medicamento de 12 meses para 18 meses. A rotulagem e a bula vão estar em português de Portugal e em espanhol.

Para comprar o remédio nas farmácias, o paciente deverá apresentar uma prescrição médica.

O Paxlovid é indicado para o tratamento da doença em adultos que não requerem oxigênio suplementar e que apresentam risco aumentado de progressão para covid-19 grave.

Os comprimidos devem ser tomados juntos por via oral, duas vezes ao dia, durante cinco dias.

O tratamento deve ser iniciado logo após o resultado positivo para o Sars-CoV-2 e avaliação médica, e no prazo de cinco dias após o início dos sintomas.

A decisão da Anvisa foi tomada por conta de dois fatores: o Paxlovid já é vendido no mercado privado em países como Estados Unidos e Canadá, e o Brasil enfrenta alta nos casos da doença após o aparecimento da variante ômicron do coronavírus.

É importante destacar que o tratamento com o medicamento não substitui a vacinação: ter o esquema vacinal completo é a melhor estratégia para evitar a covid-19 e a forma grave da doença.