Pazuello classifica Covid-19 como doença "complicada" e diz que não está totalmente recuperado

·1 minuto de leitura
.
.

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou nesta quarta-feira não estar completamente recuperado da Covid-19 e reconheceu que a doença causada pelo novo coronavírus é complicada, em sua primeira aparição pública desde que foi diagnosticado com a doença.

"Queria agradecer as palavras de carinho pela recuperação. Não estou completamente recuperado, é claro. É uma doença complicada. É difícil você voltar ao normal, mas a gente já consegue trabalhar um pouquinho. Já é o primeiro dia de atividade no trabalho", disse.

Pazuello participou no prédio do Ministério da Saúde do lançamento da campanha para incentivar os homens a cuidarem de sua saúde de forma integral.

Até o momento, o ministro não se manifestou a respeito da polêmica da suspensão temporária dos testes com a vacina da CoronaVac, após relato de um "evento grave adverso" -- nesta manhã, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária autorizou a retomada dos trabalhos.

Pazuello teve diagnóstico confirmado da doença causada pelo novo coronavírus no dia 21 de outubro e no dia seguinte recebeu a visita do presidente Jair Bolsonaro, que também já teve Covid-19. Na ocasião, que foi sua última aparição pública transmitida pelas redes sociais, ele chegou a falar que estava "zero bala", embora tenha sido hospitalizado depois.

Pazuello foi o 12º integrante do primeiro escalão do governo com teste positivo para a doença.

No evento no ministério, entre outros temas, Pazuello destacou a relevância do Sistema Único de Saúde.

"O SUS é nosso, uma vitória, um sistema público onde todos os brasileiros pagam e o retorno disso é a liberdade de usar o sistema de saúde em qualquer lugar do país", disse.

(Reportagem de Ricardo Brito)