Pazuello diz que comprará CoronaVac quando for aprovada: "Nunca deixamos de trabalhar com o Butantan"

·1 minuto de leitura
BRASILIA, BRAZIL - SEPTEMBER 16: Brazilian newly appointed Health Minister Eduardo Pazuello takes off the protection mask during his sworn in ceremony amidst the coronavirus (COVID-19) pandemic at the on September 16, 2020 in Brasilia. Pazuello took over as interim minister on May 16 this year. Brazil has over 4.382,000 confirmed positive cases of Coronavirus and has over 133,119 deaths. (Photo by Andressa Anholete/Getty Images)
Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)

Durante a apresentação do plano nacional de imunização, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que comprará doses da CoronaVac quando a vacina for aprovada pela Anvisa. O imunizante é produzido pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês SinoVac.

“Nunca deixamos de trabalhar com o Butantan, que é sério”, disse Pazuello, sem citar o governador de São Paulo, João Doria (PSDB). O tucano é desafeto político do presidente Bolsonaro.

Em outubro, Pazuello havia assinado um termo declarando que compraria 46 milhões de doses da CoronaVac, mas foi desautorizado por Bolsonaro. Na ocasião, eles fizeram uma live juntos, quando o ministro declarou: “É simples assim: um manda e o outro obedece”.

Desde então, o governo paulista tem levado à diante um plano estadual de imunização. Doria prometeu que a população de São Paulo começaria a ser imunizada em 25 de janeiro, mas a vacina ainda não tem a autorização da Anvisa. Os documentos com dados sobre a CoronaVac serão enviados para a agência reguladora no dia 23 de dezembro.

Leia também

Nesta quarta-feira, 16, o ministro garantiu que a compra será feita. “Estamos torcendo para que tudo dê certo para que nós possamos comprar para incorporarmos no SUS e começarmos a vacinação”, afirmou.

Na apresentação do plano nacional da imunização, Pazuello disse que o Brasil dará prioridade para vacinas produzidas no Brasil, mas reforçou que as opções devem ser produzidas pela Anvisa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos