Pazuello diz que desenho com Teich seria a 'melhor coisa que poderia ter tido'

·1 minuto de leitura
BRASÍLIA, DF, 19.05.2021: CPI-COVID-DF - O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, um dos principais alvos da comissão de inquérito do Senado, acompanhado de advogados e policiais legislativos, chega para depor na CPI da Covid, em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
BRASÍLIA, DF, 19.05.2021: CPI-COVID-DF - O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, um dos principais alvos da comissão de inquérito do Senado, acompanhado de advogados e policiais legislativos, chega para depor na CPI da Covid, em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello disse que o primeiro desenho do comando do ministério "foi bacana" e que primeira atitude que tomou na pasta foi criar o COE (Centro de Operações de Emergência).

"Quando nós chegamos, com a minha equipe do ministério, cheguei com 15 oficiais. A ideia era trabalhar na secretaria executiva. Acho que o primeiro desenho foi bacana, quando ele [Jair Bolsonaro] nomeou o ministro [Nelson] Teich, médico, ministro e eu para [cuidar da] logística."

"Eu sentei com o ministro Teich e falei: a parte finalística não tenho como te ajudar. Mas a parte de gestão, logística e administrativa eu vou tocar. O senhor foque na parte finalística e nós vamos fazer um excelente trabalho. Repito que a aquele primeiro desenho seria a melhor coisa que a gente poderia ter tido​", continuou.

Segundo Pazuello, a primeira medida foi montar um grupo para acompanhar e decidir ações para a pandemia e a segunda foi procurar fabricantes brasileiros para produzir respiradores.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos