Pazuello ficará internado no Hospital das Forças Armadas, segundo ministério

THIAGO RESENDE
·2 minuto de leitura
***FOTO DEARQUIVO****BRASILIA, DF,  BRASIL,  09-06-2020 - O ministro da Saúde Eduardo Pazuello (FOTO) participa de reunião da Comissão Externa de Ações Contra o Coronavírus, da câmara dos deputados. O presidente da câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) participou da abertura da sessão. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress ORG XMIT: AGEN2006091442389930
***FOTO DEARQUIVO****BRASILIA, DF, BRASIL, 09-06-2020 - O ministro da Saúde Eduardo Pazuello (FOTO) participa de reunião da Comissão Externa de Ações Contra o Coronavírus, da câmara dos deputados. O presidente da câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) participou da abertura da sessão. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress ORG XMIT: AGEN2006091442389930

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Apesar de ter recebido alta hospitalar no final da manhã deste domingo (1º), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, vai passar a noite no Hospital das Forças Armadas (HFA) em Brasília, segundo a pasta.

Em tratamento contra a Covid-19, o ministro, segundo a pasta, está bem e estável, mas, como medida preventiva, permanecerá no HFA até esta segunda-feira (2).

"Após avaliação médica, o ministro permanecerá essa noite no hospital apenas como medida preventiva", informou em nota o Ministério da Saúde.

Pazuello foi internado em um hospital particular de Brasília na noite de sexta-feira (30) com quadro de desidratação.

Na manhã deste domingo, a pasta comunicou que o ministro teve alta e que seria monitorado pela sua equipe médica das Forças Armadas até a total recuperação da Covid-19. Mais tarde, o Ministério da Saúde atualizou a informação, relatando que Pazuello passará a noite no HFA.

O ministro foi diagnosticado com a Covid-19 no dia 21 deste mês. Desde então, estava em isolamento no hotel de trânsito dos oficiais militares, na capital federal.

Pazuello já havia relatado a auxiliares mal-estar na segunda-feira (19), o que o levou a cancelar sua participação em um evento do Ministério da Ciência e Tecnologia, no Palácio do Planalto.

O ministro apresentou febre e voltou a cancelar agendas no dia seguinte, mantendo apenas a reunião com os governadores, da qual participou do seu quarto de hotel.

No dia seguinte à confirmação da doença, contrariando orientações de isolamento, o ministro recebeu a visita do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O presidente então iniciou uma transmissão ao vivo, a partir do quarto do ministro. Ambos estavam sem máscara de proteção facial.

Questionado pelo presidente sobre quais medicamentos estava tomando, o ministro respondeu hidroxicloroquina associada a outros remédios. Pazuello afirmou na transmissão que seu quadro havia melhorado após tomar os medicamentos.