Pazuello ficará internado no Hospital das Forças Armadas, diz ministério

·2 minuto de leitura

BRASÍLIA — O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, vai passar a noite no Hospital das Forças Armadas (HFA) em Brasília, informou a pasta. Ele está com Covid-19 e, segundo nota do Ministério da Saúde, está bem e ficará internado como "medida preventiva". Pazuello estava num hospital particular desde sexta-feira, quando apresentou um quadro de desidratação, e havia recebido alta hospitalar na manhã deste domingo.

"Informamos que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, permanece no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, sob os cuidados da equipe que o acompanha desde o início do tratamento contra Covid-19. Após avaliação médica, o ministro permanecerá essa noite no hospital apenas como medida preventiva. Pazuello está bem e estável e deverá permanecer em repouso até amanhã", diz a nota do Ministério da Saúde divulgada no fim da tarde deste domingo.

Depois da alta no hospital particular DF Star, em Brasília, o Ministério da Saúde comunicou que Pazuello foi para o HFA para que a equipe médica que o acompanha pudesse fazer uma avaliação. Mais cedo, a pasta havia informado que ele não ficaria internado.

"Pazuello está bem e já recuperado do quadro de desidratação. O ministro será monitorado pela sua equipe médica das Forças Armadas até a total recuperação da Covid-19", disse o Ministério da Saúde em outra nota, divulgada pela manhã.

No sábado, o ministério havia informado que Pazuello "encontra-se bem, com quadro de saúde estável, e em processo de hidratação". Ainda de acordo com a assessoria, "não houve necessidade de medidas de suporte como suplementação de oxigênio".

Pazuello já tinha enfrentado um quadro de desidratação na semana passada, quando descobriu estar infectado pelo novo coronavírus. Além da desidratação, o ministro relatou febre e dores de cabeça. Ele anunciou ter contraído Covid-19 no último dia 21. Desde então, cumpria isolamento no hotel de trânsito dos oficiais no Setor Militar Urbano, em Brasília.

Apesar da orientação de isolamento, em 22 de outubro — ou seja, no dia seguinte ao diagnóstico ser confirmado —, Pazuello apareceu em uma transmissão em rede social ao lado do presidente Jair Bolsonaro. Ambos estavam sem máscara. Pazuello estava dormindo quando o presidente chegou para fazer a transmissão. No vídeo, Bolsonaro afirmou que "talvez, com toda a certeza" o auxiliar voltaria "para o batente".

No vídeo, o ministro informou que estava usando um kit de medicamentos, incluindo cloroquina, receitada por seu médico, e que já estava se sentido bem melhor.

Questionado por Bolsonaro sobre como se sentia após usar os medicamentos, Pazuello respondeu:

— Acordei zero bala.