Pazuello segue à frente do Ministério da Saúde, diz comunicado

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - O Ministério da Saúde informou neste domingo que o ministro Eduardo Pazuello segue à frente da pasta, depois que o jornal O Globo publicou que ele pediu ao presidente Jair Bolsonaro para deixar o cargo.

"O Ministério da Saúde informa que o ministro Eduardo Pazuello segue à frente da pasta, com sua gestão empenhada nas ações de enfrentamento da pandemia no Brasil", afirmou o ministério em comunicado.

Mais tarde, o ministério mandou uma nova versão da nota com mais um parágrafo, afirmando que não houve pedido de demissão.

"Esclarecemos, ainda, que Pazuello se encontra em perfeito estado de saúde e não há nenhum pedido de demissão do ministro ao presidente da República."