Polícia conclui inquérito e indicia jovem por ‘estupros em série’ no interior do MT

Estupros em série: Suspeito foi identificado como o autor de três outros estupros ocorridos no município, tendo como vítimas duas menores de 14 anos e uma mulher de 25 - Foto: Getty Images
Estupros em série: Suspeito foi identificado como o autor de três outros estupros ocorridos no município, tendo como vítimas duas menores de 14 anos e uma mulher de 25 - Foto: Getty Images

Um jovem, de 19 anos, preso suspeito de estupro de vulnerável cometido contra duas crianças de 1O anos, foi indiciado pela Polícia Civil de Cotriguaçu, 520 km de Cuiabá, Mato Grosso (MT). O inquérito policial concluiu que o homem seria um estuprador em série que vinha agindo na cidade e havia feito outras vítimas.

O suspeito havia sido preso pela Polícia Militar em junho, acusado de estupro de vulnerável cometido as crianças, no distrito de União do Sul, em Cotriguaçu. Ele confessou os crimes, conforme a polícia.

No dia do crime, as crianças estavam participando de um aniversário na casa de uma amiga e, quando deixaram o local, foram abordadas pelo suspeito.

Ainda conforme a polícia, com uma faca, ele ameaçou as meninas e as levou para um quarto, onde elas foram estupradas. Após o ato, ameaçou matá-las se contassem para alguém.

Na ocasião, após a prisão do suspeito, a Polícia Civil instaurou inquérito policial para apurar os fatos, sendo apreendidas as roupas e a faca utilizada por ele no dia do crime.

Durante as investigações, ele também foi identificado como o autor de três outros estupros ocorridos no município, tendo como vítimas duas menores de 14 anos e uma mulher de 25.

De acordo com as investigações, um dos casos aconteceu em janeiro e o suspeito, ainda segundo informações da polícia, usou o mesmo modo de ação, abordando a vítima com uma faca. Ela foi levada para um matagal, onde o crime foi cometido.

No outro caso, o suspeito desligou a energia elétrica da casa da vítima e entrou no local para cometer o crime.

O inquérito policial, relacionado às duas meninas de 10 anos, foi concluído na segunda-feira, com o indiciamento do investigado por crime contra vulnerável e a representação da prisão.

Os dois inquéritos para apurar os outros estupros devem ser concluídos nos próximos 10 dias.