PC Gamer ou console: qual opção é mais barata no fim das contas?

·3 minuto de leitura

Jogar videogame é um dos passatempos preferidos de muitos jovens e adultos, principalmente na pandemia, em que as opções de lazer ficaram reduzidas. Mas como o preço de consoles topo de linha, como Playstation ou Xbox, é muito alto, uma dúvida comum é se, em vez disso, vale mais a pena adquirir um PC Gamer, ou seja, um computador montado especificamente para oferecer o melhor desempenho para os jogos. Para decidir, é importante que o consumidor avalie as suas necessidades, os jogos que mais gosta e coloque na ponta de lápis todos os gastos envolvidos.

Victor Machado, professor de Engenharia de Computação do Ibmec RJ, afirma que, em um primeiro momento, é possível dizer que comprar um console pode ser mais barato do que um PC. No entanto, em uma análise mais aprofundada, há vantagens em optar pelo computador.

— Comprar um PC com as mesmas configurações de um console topo de linha, como o PS5 ou o Xbox Series S, pode ser bem custoso. No entanto, um PC tem a grande vantagem de poder ser atualizado. Então o gamer pode ir melhorando seu PC durante uma janela de tempo maior, adquirindo mais memória, uma placa de vídeo melhor etc — explica o professor, que acrescenta: — Além do financeiro, existem outros fatores que o gamer deve pesar antes da compra, como se os jogos que ele se interessa são exclusivos de alguma plataforma específica, se os seus amigos utilizam alguma plataforma, ou até mesmo a frequência em que a pessoa joga.

Outra vantagem do computador, segundo Machado, é a possibilidade de usá-lo não apenas para jogar, mas também para estudar, trabalhar ou acessar à internet.

O console PS4 pode ser encontrado em lojas virtuais a partir de R$ 2.500, enquanto o PS5 pode sair por mais de R$ 6 mil. Já o Xbox Series S custa em média R$ 2.700.

Há opções de PC Gamer na faixa de R$ 2 mil a R$ 4 mil, sendo que em alguns casos é preciso comprar separadamente o monitor, teclado e mouse. Para jogadores que tenham maior conhecimento de informática, pode valer a pena montar o próprio computador.

— É importante um bom processador e uma placa de vídeo dedicada, sem dúvidas. Atualmente, os jogos para PC de ponta também costumam exigir uma boa memória RAM, de preferência de 16GB ou superior. Apesar da configuração do PC em si ser essencial, o gamer também deve se preocupar com os periféricos: monitor com alta taxa de atualização e de preferência com resolução 4K, mouse e teclado com bons tempos de resposta e ergonômicos, boas caixas de som ou um headset potente.

Na hora de escolher a máquina que será usada, um fator importante a ser considerado é o preço dos jogos, que podem acabar tornando a escolha mais cara no futuro.

— No geral, os jogos para console tendem a ser mais caros. Para PC também há uma variedade maior de jogos disponíveis, principalmente de estúdios independentes, então é possível achar bons títulos a preços mais acessíveis — avalia o engenheiro de computação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos