PDT anuncia apoio a Guilherme Boulos no segundo turno

Dimitrius Dantas
·1 minuto de leitura
Sérgio Roxo Agência O Globo
Sérgio Roxo Agência O Globo

SÃO PAULO — O PDT confirmou nesta quarta-feira o apoio ao candidato do PSOL, Guilherme Boulos, à Prefeitura de São Paulo. O acordo foi selado em reunião entre o presidente municipal do partido, Antônio Neto, e o presidente do PSOL, Juliano Medeiros.

Neto foi o candidato a vice na chapa de Márcio França (PSB). O ex-governador, entretanto, ainda não decidiu qual será sua posição no segundo turno. A decisão ocorrerá nesta quinta-feira após reunião da Executiva Nacional do PSB.

Segundo pessoas próximas de França, a tendência é de que ele opte pela neutralidade. Ele fez sua campanha centrando ataque principalmente no atual governador João Doria (PSDB). Por isso, embora aliados não rejeitem Bruno Covas, um apoio é considerado muito improvável.

França tem consciência de que seu apoio a Boulos teria um peso político na disputa, mas também avalia se uma aliança com um candidato que é visto como radical por setores mais conservadores do eleitorado possa o prejudicar em disputas futuras.

Apesar da indecisão, o PDT decidiu já declarar o apoio a Boulos. A decisão já estava encaminhada desde domingo. Na segunda, o GLOBO revelou que tanto o presidente da sigla, Carlos Lupi, quanto seu integrante mais relevante, o ex-ministro Ciro Gomes, defendiam o apoio a Boulos no segund turno.

Segundo Antônio Neto, a reunião desta quarta-feira foi programática, sem discussão de cargos.

— Estaremos ao lado do Boulos para derrotar o Bolsodoria em São Paulo e começar a mudar o tabuleiro nacional — afirmou.

A união será oficialziada na sexta-feira em um evento com a presença de Guilherme Boulos.