PEC dos Precatórios: Líder do governo compara Bolsonaro a Lula ao falar sobre Bolsa Família

·2 min de leitura

BRASÍLIA – Pouco antes do anúncio da aprovação em primeiro turno do texto principal da da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que adia o pagamento de precatórios e abre caminho para o pagamento do Auxilio Brasil turbinado de R$ 400, o líder do governo, deputado

Ricardo Barros (PP-PR), aproveitou para fazer uma comparação entre o presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

- O nosso objetivo com a votação dessa PEC é garantir aos brasileiros a oportunidade de um programa melhor, mais evoluído. Assim, como presidente Lula pegou programas do presidente Fernando Henrique e transformou a soma desses programas no Bolsa Família, o presidente Bolsonaro melhora o Bolsa Família – disse Barros.

A comparação de Barros vai além de uma análise entre dois políticos antagônicos: de certa maneira, antecipa o virtual embate entre os dois principais postulantes ao Palácio do Planalto em 2022.

- O valor médio do Bolsa Família de R$ 190 vai praticamente dobrar para R$ 400 com muito mais milhões de famílias sendo atendidas no programa - disse Barros.

Além disso, o líder lembrou que a intenção do governo é elevar o número de famílias beneficiadas de 14,6 milhões para 17 milhões, a partir de dezembro.

Barros listou ainda diferenças entre os dois programas de transferência de renda, exaltando o Auxílio Brasil. Segundo ele, trata de um programa “diferente”.

- O Auxílio Brasil é um programa que oferece uma rampa de ascensão social. Diferente do Bolsa Família, ele não avalia presença escolar, mas o desempenho escolar. O Auxílio Brasil avalia a possibilidade de premiar os alunos. É um programa que permitirá aos brasileiros, que há anos estão inscritos no Bolsa Família, possam deixar de depender do governo, que possam sustentar a sua família com seu próprio trabalho – disse Barros.

- Os jovens das famílias do programa Auxílio Brasil serão todos eles qualificados no Sistema S gratuitamente e quando tiverem idade para ingressar no mercado de trabalho, estarão com seu diploma de habilitação, com seu treinamento, com a sua capacidade produtiva definida para que ele possa conquistar o seu primeiro emprego.

Ele destacou também atenção que o novo programa dará à primeira infância até aos seis anos de idade.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos