PEC dos Precatórios: MDB, PSB e Podemos foram os partidos com mais traições em votação apertada

·1 min de leitura
  • PEC foi aprovada, em primeiro turno, após votação apertada

  • MDB, PSD e Podemos foram as siglas que mais registraram "traições"

  • Proposta dá aval à programa "Auxílio Brasil" visto como decisivo para uma possível reeleição de Bolsonaro em 2022

O MDB, PSB e Podemos foram os partidos com mais traições na votação da PEC dos precatórios aprovada nesta madrugada com 312 votos favoráveis, apenas quatro a mais do que o necessário. A medida altera o teto de gastos, regra criada para limitar o crescimento da despesa pública, e viabiliza o Auxílio Brasil (Novo Bolsa Família) em ano eleitoral.

Apesar da orientação para votar contra o projeto, a bancada do MDB garantiu dez votos favoráveis à proposta que beneficia o governo Bolsonaro. Dos 33 deputados do partido, 13 foram contra e dez se ausentaram, o maior número de faltantes entre as siglas. A legenda era a considerada pelo alto escalão do Palácio do Planalto como fiel da balança na votação da PEC dos precatórios.

No caso do PSB, partido de oposição, a bancada de 32 parlamentares teve dez deputados que não seguiram a orientação da legenda. O partido foi pressionado pelo presidente da Câmara, Arthur Lira, a dar apoio ao projeto que abre espaço no Orçamento de 2022.

O Podemos, partido que deve filiar o ex-ministro da Justiça Sergio Moro, rachou. Na votação chegou a liberar a bancada, mas em cima da hora mudou a orientação para "não". Cinco deputados votaram favoráveis à PEC dos precatórios, quatro foram contrários e um se ausentou.

Ainda serão votados os destaques e o segundo turno da proposta. Depois, se aprovado o texto, a PEC será encaminhada ao Senado, onde precisa do voto de 54 dos 81 senadores, novamente em dois turnos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos