A pedido de Boulos e PSOL, deputado estadual Giannazi concorrerá à reeleição em SP

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
*Arquivo* SÃO PAULO, SP, 19.11.2019 - O deputado estadual Carlos Giannazi (PSOL). (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)
*Arquivo* SÃO PAULO, SP, 19.11.2019 - O deputado estadual Carlos Giannazi (PSOL). (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Cotado até agora para ser deputado federal, Carlos Giannazi (PSOL) tentará, na verdade, a reeleição a deputado estadual por São Paulo na corrida deste ano.

O pedido para mudança de planos foi feito pelo presidente do partido, Juliano Medeiros, e pelo presidente da federação PSOL/Rede, Guilherme Boulos.

"Giannazi deixa nesse momento a possibilidade quase certa de uma candidatura a deputado federal para dar continuidade à luta construída no estado", afirmou o deputado, em nota.

Quem concorrerá a uma vaga federal será a professora Luciene Cavalcante, que nas eleições de 2018 tentou o Senado como suplente e tem ligação com a educação, assim como o agora candidato à reeleição.

Giannazi já foi quatro vezes deputado estadual e duas vezes vereador pela capital paulista, mas nunca conseguiu uma vaga em Brasília.

O PSOL apoia a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à Presidência, mas em São Paulo ainda não oficializou sua presença na chapa que tem o ex-prefeito Fernando Haddad (PT) concorrendo para governador e Márcio França (PSB) tentando uma vaga no Senado.

O apoio do PSOL a Lula já causou dissidência dentro do partido, sobretudo pela presença do ex-tucano Geraldo Alckmin, hoje no PSB, como candidato a vice.

O PSOL também cogita ter um candidato próprio ao Senado, em retaliação ao fato de se sentir desprezado na chapa de Haddad. O partido reivindica a vaga de vice.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos