Pedido de estudo para privatizar Petrobras termina com bate boca entre Guedes e sindicalistas

BRASÍLIA — Ao receber o pedido do novo ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, para encaminhar os estudos de privatização da PPSA e da Petrobras, o ministor da Economia, Paulo Guedes, discutiu com servidores e sindicalistas que protestam por reajuste salarial em frente ao ministério. Em rápido pronunciamento, ele disse que não falaria de quem roubou a Petrobras.

— Eu não quero falar de quem roubou a Petrobras, de quem assaltou a Petrobras. Não quero falar disso. Quero apenas receber, como um proglrama de governo, que teve 60 milhões de votos, um pedido do novo ministro de Minas e Energias e encaminhar o processo — declarou Guedes, em resposta aos protestos de sindicalistas que alegavam ser um crime vender a estatal.

Em seu primeiro pronunciamento como ministro de Minas e Energia, na noite de quarta-feira, Sachsida anunciou que pediria a Guedes que avançasse com estudos para a privatização da PPSA, a estatal do Pré-Sal, e a Petrobras. Nesta quinta-feira, ele veio ao Ministério da Economia para entregar o ofício com a solicitação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos