Pedro Sánchez é novo presidente da Internacional Socialista

O presidente do governo da Espanha, Pedro Sánchez, foi nomeado, nesta sexta-feira (25), como novo líder da Internacional Socialista, no congresso desta organização que acontece em Madri e reúne partidos socialistas, trabalhistas e sociais-democratas de todo mundo.

Único candidato a substituir o ex-primeiro-ministro grego George Papandreou, Sánchez foi designado presidente por aclamação.

Em seu discurso de agradecimento, expressou sua intenção de "transformar esta organização em uma grande plataforma do movimento progressista internacional".

"Darei o melhor de mim e farei isso com humildade", prometeu o líder de 50 anos, que está à frente do governo espanhol desde junho de 2018, e do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), de 2014 até 2016, e de meados de 2017 até a atualidade.

Dirigindo-se às mulheres da Internacional Socialista, Sánchez se comprometeu a "lutar pela paridade entre homens e mulheres", uma das prioridades de seu governo.

Sua designação para este posto, de pouca visibilidade, a um ano das eleições gerais na Espanha, foi interpretada em seu país como um possível trampolim para uma futura carreira internacional se, como preveem as pesquisas, o PSOE não continuar no poder.

mig/al/du/meb/rpr/tt