Pedro Scooby rebate Luana Piovani e revela prints de conversa com ela: 'Quero resolver de forma legal e amigável'

A briga entre Luana Piovani e Pedro Scooby continua rendendo na internet. Após a atriz mostrar uma troca de conversas com o ex, o surfista resolveu se pronunciar e também mostrar o seu lado. Segundo o ex-BBB, ele vem tentando resolver de forma legal e amigável a situação com a mãe de seus três filhos mais velhos, Dom, Ben e Liz.

"Diante de tudo que vem acontecendo e de todos os ataques que venho recebendo, achei importante fazer esse post para esclarecer essas questões e não permitir que mais inverdades sejam replicadas sobre mim e minha vida com meus filhos. Sigo querendo resolver de forma legal e amigável", começou o surfista.

Na segunda-feira, a atriz postou um vídeo no Instagram dizendo não concordar com o valor que o surfista paga de pensão para os três filhos que eles têm juntos. Além disso, ela também compartilhou uma conversa entre os dois em que ela cobra Scooby de pagar sua parte nas despesas das crianças.

Internautas invadiram as redes do surfista para tomar o partido de Luana e cobrar Scooby para que ele pague a pensão dos filhos. No último vídeo postado por ele no Instagram, quase todos os comentários são relacionados à briga entre os dois. "Pagar pensão que é bom não paga", "Esse aí não toma jeito", "Seja um homem mais reponsável", são alguns deles.

Depois da repercussão, o surfista afirmou que a guarda das crianças sempre foi compartilhada e entre ele e Luana havia um acordo de divisãod e despesas. Com o seu retorno ao Brasil, o ex-BBB pretende formalizar legalmente as despesas das crianças. Rebatendo a ex, ele disse que já pagou parte da pensão estipulada por ela para este mês.

"Nunca me recusei a pagar nada com relação aos meus filhos, eu tenho até o dia 8/1 par esse pagamento. Porém, já adiantei no dia 2/1, 70% em cima do valor estipulado por ela. Antes de qualquer resposta a mim ou à minha advogada, Luana foi para a internet dizer que eu não pagava", afirmou ele.

Scooby disse em seu longo desabafo que está tentando contato com Luana, mas que ela tem se recusado a atender suas ligações.

"Luana também não parece estar disposta a resolver de forma pacífica com a advogada, o que dificulta o processo. Poderíamos resolver isso de forma civilizada, é o que venho tentando fazer", disse ele.

Em seguida, o atleta mostrou prints de uma conversa que teve com ela.

Após os prints, o ex-BBB continuou o desabafo. Ele disse que a guarda das crianças é compartilhada e que pediu que eles passassem 2023 no Brasil para ficar com Aurora. A caçula do surfista é da união com a modelo Cintia Dicker. A pequena segue hospitalizada na UTI após passar por uma cirurgia ao nascer.

"Eu não pedi a guarda das crianças, eu pedi para que eles passassem o ano de 2023 no Brasil, com a possibilidade da mãe estar com eles sempre que quiser. Além das crianças também terem tempo de ficar com a irmã que acabou de nascer", disse ele.

Scooby aproveitou para criticar a ex, que, segundo ele, "trata a vida dos filhos como uma novela".

"Tentei por muitos anos viver em paz com Luana, mas ela sempre preferiu tratar da vida dos nossos filhos publicamente como uma novela através da internet. Minha intenção é resolver tudo legalmente e poder preservar a privacidade dos meus filhos, vivendo em paz", afirmou.

O surfista também criticou o termo "mãe solo" atribuído a Luana, pois, segundo ele, a guarda é compartilhada. Ele ainda faou sobre as diferenças nas educações que ele e a ex tiveram e que, por isso, não vão concordar em todos os pontos na criação dos três filhos, mas que ele a respeita.

"Temos só maneiras diferentes de pensar e por isso estamos separados. Eu respeito as escolhas da Luana", disse.

Para finalizar, ele ainda aproveitou para rebater as críticas que recebeu por fazer uma festa de réveillon enquanto sua filha mais nova segue internada no hospital. Segundo ele, foi uma surpresa de sua família.

"Recebi uma festa surpresa da minhaa família quando cheguei em casa do hospital. A UTI infelizmente já havia fechado, então não podíamos ficar no hospital com Aurora", completou.