Pela 1º vez desde o início da pandemia, Amazonas não registra mortes por Covid-19 em 24 horas

·2 minuto de leitura
  • Pela primeira vez desde abril de 2020, o estado de Amazonas não teve registros de mortes decorrentes da Covid-19 nas últimas 24 horas

  • Dados foram divulgados pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), na noite desta terça-feira (6)

  • Embora os dados apontem zero mortes, no período foram registrados 719 casos da doença; moradores temem terceira onda

Pela primeira vez desde abril de 2020, o estado de Amazonas não teve registros de mortes decorrentes da Covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com dados da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), divulgados na noite desta terça-feira (6).

Embora os dados apontem zero mortes, no período foram registrados 719 casos da doença. Hoje, sem culpados e sem respostas, Manaus se organiza para sobreviver a 3° onda da pandemia, embora os casos tenham chegado a zero nas últimas 24 horas.

Leia também:

No total, são 405.066 de pessoas infectadas com a Covid no estado 13.349 mortos desde o início da pandemia, segundo o boletim desta terça.

A primeira vítima da Covid-19 no Amazonas morreu em março de 2020. Foi um morador da cidade de Parintins, no interior do estado. 

No primeiro pico do coronavírus, o estado chegou a registrar cerca de 100 mortes em um único dia, gerando colapso no sistema de saúde e funerário da capital Manaus.

A relative films as cemetery workers remove the coffin of 89-year-old Abilio Ribeiro, who died of the new coronavirus, from a funeral service vehicle to his grave at the Nossa Senhora Aparecida cemetery in Manaus, Amazonas state, Brazil, Wednesday, Jan. 6, 2021. (AP Photo/Edmar Barros)
O Brasil registrou 1.787 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando nesta terça-feira (6) 527.016 óbitos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias chegou a 1.557 (Foto: AP Photo/Edmar Barros)

Já segunda onda da doença, no mês janeiro de 2021, o número de internações por Covid disparou em Manaus e as unidades de saúde ficaram superlotadas, e acabaram sofrendo com falta de oxigênio.

A crise da falta de ar se espalhou por quase todo estado e chegou, inclusive, em estados vizinhos como o Pará.

1.787 mortes nas últimas 24 horas

O Brasil registrou 1.787 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando nesta terça-feira (6) 527.016 óbitos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias chegou a 1.557. 

Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -19% e aponta tendência de queda. É o 10º dia seguido de queda nesse comparativo.

Os números estão no novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, consolidados às 20h desta terça. O balanço é feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos