Pela primeira vez na História, cinco principais economias latino-americanas serão governadas pela esquerda

Com a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) neste domingo, as cinco principais economias latino-americanas serão pela primeira vez governadas simultaneamente pela esquerda.

O Brasil é a maior economia regional, seguida pelo México, de Andrés Manuel López Obrador.O pódio é completado pela Argentina, governada pelo peronista Alberto Fernández desde 2019.

O esquerdista Gabriel Boric chegou neste ano ao poder no Chile, a quarta economia regional. O quinto lugar é ocupado pela Colômbia de Gustavo Petro, que tomou posse em agosto.

Os quatro vizinhos estiveram entre os primeiros a parabenizar Lula, com Petro se pronunciando antes mesmo do resultado final ser confirmado ao tuitar um "viva Lula". Ao quarteto, somaram-se a maior parte dos líderes progressistas da região.