Pelo menos 16 pessoas morrem e dezenas estão desaparecidas em enchente na Caxemira indiana

Por Fayaz Bukhari

SRINAGAR (Reuters) - Pelo menos 16 pessoas morreram após repentinas chuvas causarem enchentes durante uma peregrinação hindu anual ao santuário da caverna de Amarnath, na Caxemira indiana, disse uma autoridade do governo neste sábado.

Mais de duas dúzias de pessoas foram dadas como desaparecidas e operações de resgate estão em andamento.

“Helicópteros civis e militares estão conduzindo incansáveis missões para resgatar os feridos e os mortos”, disse um porta-voz do ministério da Defesa da Índia em Srinagar.

As autoridades suspenderam a peregrinação até segunda ordem.

Durante a peregrinação anual, dezenas de milhares de hindus cruzam geleiras e trilhas alagadas para chegar à caverna, que contém uma estalagmite de gelo que é considerada como a manifestação física do deus Shiva.

A caverna é coberta por neve durante a maior parte do ano, mas as autoridades permitem que peregrinos a visitem por 45 dias durante o verão, quando as temperaturas altas abrem as passagens.

A peregrinação deste ano está sendo realizada após um intervalo de dois anos por causa da Covid-19. As autoridades estavam esperando um recorde de 800 mil peregrinos hindus no santuário, após mais de 60 mil nos primeiros dez dias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos