Pelo PSB, Marcio França e João Campos farão parte da transição do governo

O ex-governador de São Paulo Marcio França e o prefeito de Recife João Campos farão parte da equipe de transição do governo eleito de Luiz Inácio Lula da Silva. Ambos são indicados pela cota do PSB, partido do vice-presidente eleito Geraldo Alckmin. Pela legenda, também integrarão a transição o presidente da sigla, Carlos Siqueira, e o ex-deputado Floriano Pesaro. Nome de confiança de Alckmin, Pesaro será o coordenador jurídico e administrativo da transição.

Leia mais: Ministro da Justiça autoriza envio da Força Nacional para apoiar PRF na desobstrução de vias em Rondônia

Saiba: Presidente do MDB diz que vai consultar partido sobre integrar governo de transição de Lula

França e Campos irão contribuir com conselhos e indicações políticas no entorno de Alckmin e deverão apontar quadros técnicos do PSB para os grupos de trabalho que atuarão no Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB). A transição terá pelo menos 28 grupos temáticos entre saúde, educação, segurança, meio ambiente e direitos humanos. Cada grupo terá uma coordenação colegiada e uma secretaria executiva e irão produzir uma série de relatórios sobre estas áreas para o novo governo.

Próximo do vice-presidente eleito, França chega nesta terça-feira a Brasília para conversar com Alckmin e passar a trabalhar na transição. Ele foi um dos nomes responsáveis por articular a chapa Lula e Alckmin no ano passado. Atualmente, é cotado para assumir a chefia do Ministérios de Ciência e Tecnologia ou Indústria e Comércio.