Peng Shuai, a estrela do tênis que irrita o governo chinês

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
O paradeiro da tenista Peng Shuai é um mistério há duas semanas (AFP/XAUME OLLEROS)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A inquietação sobre o paradeiro da tenista Peng Shuai, uma das principais estrelas esportivas da China, aumentou nesta quinta-feira (18), após a publicação na imprensa estatal de Pequim de um e-mail atribuído à atleta em que supostamente afirma que está bem e nega ter acusado um dirigente comunista de agressão sexual.

Desde 2 de novembro, quando denunciou publicamente o ex-vice-primeiro-ministro Zhang Gaoli, não se sabe nada sobre a tenista de 35 anos. E seu paradeiro preocupa o mundo do tênis e do esporte.

Peng se tornou uma referência do esporte na China depois de conquistar, em parceria com a taiwanesa Hsieh Su-wei, os torneios de duplas de Wimbledon (2013) e Roland Garros (2014).

Após a vitória em Paris, as duas permaneceram 20 semanas na liderança do ranking mundial de duplas.

No mesmo ano, Peng Shuai também conseguiu o melhor resultado em um Grand Slam de simples ao alcançar as semifinais do Aberto dos Estados Unidos.

Em sua carreira, ela conquistou 23 torneios WTA de duplas e dois de simples, com uma premiação de quase 10 milhões de dólares.

Em agosto de 2018, Peng foi suspensa do circuito durante seis meses e multada em 10.000 dólares por tentar afastar Hsieh como sua parceira de duplas no torneio de Wimbledon em 2017 após o prazo de inscrição.

O órgão de integridade do tênis a acusou de "coação" e de oferecer "uma recompensa financeira" a Hsieh se ela fosse embora.

As duas, no entanto, voltaram a jogar juntas.

Atualmente, Peng é tenista número 191 no ranking de duplas e não disputa um torneio WTA desde o Aberto do Catar em fevereiro de 2020, pouco antes da pandemia interromper as competições durante quase cinco meses.

- Problema cardíaco -

Peng nasceu em janeiro de 1986 em Xiangtan, na província central de Hunan, onde seu pai era policial.

A cidade também é o berço do fundador da República Popular da China, Mao Tsé-Tung.

De acordo com a imprensa local, ela cresceu em uma "família comum" e começou a jogar tênis com oito anos graças a um tio, ex-treinador da modalidade.

Sua carreira quase foi interrompida prematuramente quando os médicos diagnosticaram um problema cardíaco quando ela tinha apenas 12 anos.

Apesar da preocupação da família, ela decidiu operar nesta idade porque, afirmou, "amava muito o tênis".

Peng Shuai viajou sozinha aos Estados Unidos com 15 anos para aperfeiçoar o treinamento, equipada apenas com um dicionário eletrônico.

bur-pst/dh/dbh/zm/fp

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos