Pentágono cria um escritório para análise de ovnis

·1 min de leitura
Captura de tela de um vídeo de "fenômenos aéreos não identificados" do Departamento de Defesa, feito em 28 de abril de 2020 (AFP/Handout)

O Pentágono anunciou a criação de um escritório para coletar e analisar todas as informações sobre objetos voadores não identificados (ovnis) observados pelos diferentes braços das forças armadas dos EUA.

O "Grupo de Identificação e Sincronização de Gerenciamento de Objetos Aéreos" ou AOIMSG, por sua sigla em inglês, substitui a "Força-Tarefa de Fenômenos Aéreos Não Identificados" criada em agosto de 2020 e então confiada à Marinha dos Estados Unidos, anunciou o Departamento de Defesa na noite de terça-feira(23).

O novo escritório ficará sob a responsabilidade do subsecretário de Defesa encarregado de Inteligência e Segurança, sinal de que para as forças americanas os "fenômenos aéreos não identificados" não vêm de homenzinhos verdes, mas de adversários muito reais dos Estados Unidos.

Washington está particularmente preocupado com a capacidade de espionagem da China usando drones ou outros meios aéreos.

O futuro diretor do AOIMSG, ainda não nomeado, vai sincronizar as atividades nesta área e os serviços de inteligência dos Estados Unidos.

O Pentágono lançou três vídeos no ano passado feitos por pilotos da Marinha, um em novembro de 2004 e os outros dois em janeiro de 2015, mostrando encontros com "fenômenos aéreos não identificados".

Em um deles, é possível ver um objeto alongado que se move rapidamente e que, poucos segundos após ser detectado pelos sensores da aeronave da Marinha, desaparece após uma aceleração repentina.

No outro vídeo, um objeto é visível acima das nuvens e o piloto se pergunta se é um drone.

sl/vgr/yow/llu/jc

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos