Pentágono diz que enviará equipe ao Haiti para avaliar necessidades do país

·1 minuto de leitura

WILMINGTON, EUA (Reuters) - Os Estados Unidos enviarão uma equipe de especialistas ao Haiti para determinar quais as necessidades do país depois que foi solicitada assistência aos EUA em virtude do assassinato do presidente haitiano na semana passada, disse o Pentágono neste domingo.

"Hoje uma equipe inter-agências principalmente do Departamento de Segurança Interna e do FBI está indo para o Haiti neste momento para ver o que podemos fazer para ajudar no processo de investigação", disse o porta-voz do Pentágono John Kirby ao programa "Fox News Sunday".

O presidente dos EUA Joe Biden será informado pela equipe quando retornar e "então tomará decisões sobre o caminho a seguir", disse um alto funcionário do governo Biden à Reuters separadamente.

O Haiti procurou ajuda dos EUA na investigação do ataque que matou o presidente Jovenel Moise na quarta-feira em sua casa em Porto Príncipe, e que deixou a nação insular ainda mais turbulenta. Autoridades haitianas disseram que dois haitianos-americanos estavam entre os suspeitos.

Não ficou imediatamente claro por quanto tempo a equipe enviada ficará no Haiti. O funcionário do governo disse neste domingo que Washington também consultará parceiros regionais e a Organização das Nações Unidas (ONU).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos