Pentágono nega ter ordens de Trump sobre "opção militar" na Venezuela

Washington, 11 ago (EFE).- O Pentágono negou nesta sexta-feira ter recebido ordens sobre a Venezuela depois de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ter ameaçado ter "opções militares" para o país.

"O Pentágono não recebeu nenhuma ordem referente à Venezuela. Se nos pedir, estamos preparados para ajudar o governo para proteger nossos interesses nacionais e os nossos cidadãos", disse em comunicado o porta-voz do órgão, Eric Pahon.

Essa foi a resposta do Pentágono às declarações de Trump, que minutos antes ameaçou pela primeira vez utilizar as forças armadas como uma "opção" para a crise na Venezuela.

"Temos muitas opções para a Venezuela, incluindo uma possível opção militar se necessário", disse Trump em entrevista coletiva.

"Temos tropas no mundo todo, em lugares que estão muito longe. A Venezuela não está muito longe. E as pessoas estão sofrendo e estão morrendo", acrescentou. EFE