Pentágono: usar opção militar na Coreia do Norte seria trágico

O secretário de Defesa americano, Jim Mattis, em Riad, em 19 de abril de 2017

Uma opção militar contra a Coreia do Norte para conter seu programa de mísseis nucleares seria "trágico", "inacreditável" - declarou o o secretário americano da Defesa, Jim Mattis, nesta sexta-feira (19).

"Como vocês sabem, se usarmos a solução militar, isso será trágico em uma escala inacreditável. Sendo assim, nosso esforço é para trabalhar com a ONU, a China, o Japão e a Coreia do Norte para tentar encontrar uma forma de sair dessa situação", disse o chefe do Pentágono.

Segundo os especialistas, Pyongyang aumentou seus esforços para o desenvolvimento de um míssil balístico intercontinental capaz de transportar uma ogiva nuclear na direção do território americano.

O chefe do Pentágono considerou que a pressão que a China pode exercer sobre Pyongyang tem um "impacto" sobre o regime.

"Evidentemente, isso não é perfeito", reconheceu Mattis, em alusão ao novo teste realizado pela Coreia do Norte, no fim de semana passado, de um míssil de tamanho aparentemente inédito.

O último teste foi o décimo desde o início do ano, depois de dezenas realizados em 2016.