Pentacampeão, ex-goleiro Marcos explica ausência no velório de Pelé: 'Ninguém foi no dos meus pais'

Marcos gerou polêmica nesta terça-feira, ao comentar nas redes sociais sua ausência no velório de Pelé. O goleiro da seleção brasileira no pentacampeonato, em 2002, relacionou o fato com a repercussão da morte dos pais.

Panorama: Avenida que circunda o Maracanã passará a se chamar Pelé ou Rei Pelé; entenda

Família: Quem são os netos de Pelé?

Adeus a Pelé: saiba quem são as personalidades que estarão no velório do Rei do Futebol

Sua mãe, Antônia Reis, faleceu em 2020. O pai, Ladislau Silveira Reis, morreu em 2008.

"Fui ao velório desses dois aqui, meus pais, os Reis dessa terra pra mim. Ninguém aqui das redes foi. Fui pra chorar, orar e sofrer por saber que nunca mais iria vê-los. Não pedi homenagem de ninguém, não julguei ninguém, não dei entrevista, e para mim não foi um show. Até entendo vocês me cobrarem pelo que representa Pelé, que será eterno, mas ao Edson hoje, só posso fazer uma oração! Descanse em paz!".

Ao longo dos dois dias de velório de Pelé na Vila Belmiro, chamou a atenção a pouca presença de jogadores e ex-jogadores na homenagem ao Maior de Todos os Tempos.

Marcos está entre os jogadores cobrados nas redes sociais. Kaká, que viralizou durante a Copa do Mundo ao dizer que considerava os ídolos brasileiros do futebol pouco reconhecidos pela torcida, também não foi a Santos homenagear o Rei.

Cafu, capitão do penta, deu entrevista ao canal SporTV justificando sua ausência por motivos profissionais.

O ex-jogador e atualmente apresentador de TV Neto foi ao velório de Pelé e chegou a dizer que a presença de mais ex-jogadores estaria condicionada ao recebimento de cachê.

Entre os ex-jogadores presentes ao velório de Pelé, estão Careca, Marcelinho Carioca, Emerson Sheik, Zé Roberto, Elano, Paulo Roberto Falcão, entre outros.