Pep Guardiola defende Copa do Mundo bienal: ‘Se eu pudesse assistir a cada dois anos, seria bom’

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Treinador do Manchester City, Pep Guardiola não se incomoda com a ideia de uma Copa do Mundo a cada dois anos, ao invés do modelo atual de quatro. Em entrevista ao "Manchester Evening News", ele defendeu a proposta de Arsène Wenger, ex-técnico do Arsenal, atual chefe do Desenvolvimento Global da Fifa, em diminuir o intervalo de tempo entre edições do torneio.

“A Copa do Mundo é incrível, é o maior torneio e, como espectador, sempre gosto de assistir. Se eu pudesse assistir a cada dois anos, seria bom. Concordo plenamente com Arsène Wenger, desde que ele não faça a Copa do Mundo outra competição. O que ele propôs é um torneio da mais alta qualidade”, disse Guardiola.

"Sempre gosto que haja novas ideias para comentar. Essas propostas não devem ser criminalizadas. Os clubes e ligas defendem suas posições e a Fifa e a Uefa também”, defendeu o técnico do Manchester City.

A ideia de Wenger vem conquistando força ao redor do globo. A proposta do ex-Arsenal não se limitaria exclusivamente à Copa e outras competições também ocorreriam com maior periodicidade. O modelo não seria implantado até 2024.

“Quero melhorar a frequência das competições, me baseando na simplicidade, na clareza do calendário e na vontade de organizar apenas competições que tenham um significado real e que sejam aquelas que permitem melhorar o nível do futebol”, disse Wenger, ao jornal francês “L'Équipe”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos