Pequena, sem embasamento científico e feroz: a manifestação anti-vacina em São Paulo

Redação Notícias
·4 minuto de leitura
Manifestação realizada nesta terça contra a proposta de imunização da população paulista através da CoronaVac. (Foto: Pedro Chavedar/Yahoo Notícias)
Manifestação realizada nesta terça contra a proposta de imunização da população paulista através da CoronaVac. (Foto: Pedro Chavedar/Yahoo Notícias)

No momento em que o mundo inteiro volta os olhos com otimismo para a chegada de vacinas que combatam o novo coronavírus, parte dos brasileiros parece andar na contramão. E um grupo deles, pequeno e cheio de frases raivosas, foi às ruas em São Paulo hoje para, sem embasamento científico, pedir que a vacinação contra a Covid-19 não seja obrigatória.

Chama a atenção que um pequeno grupo de paulistanos tenha se reunido logo nesta terça-feira (8), mesmo dia em que o Reino Unido começou a vacinar pessoas. Na pauta por aqui, muitos ataques contra João Doria (PSDB), governador de São Paulo, que nesta semana anunciou a vacinação no estado a partir de janeiro de 2021.

A manifestação é uma das marcas de uma guerra política que deve ascender após Doria dar nome aos bois ao falar da data em que a CoronaVac, desenvolvida por chineses em conjunto com o Instituto Butantan.

Leia também

A vacina, apelidade pelos manifestantes como “vachina”, foi o principal alvo dos poucos manifestantes que rumaram da Avenida Paulista até a Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo), onde fizeram algum barulho.

Chamaram de “ditadória” o anúncio do governador de vacinação obrigatória em janeiro, fazendo uma das várias mutações do nome do governador que estampavam cartazes bem raivosos, mas munidos de poucos argumentos. Para os manifestantes, a vacina “chinesa” não serve por ser… da China, e só.

O fim da tarde em São Paulo ainda piorou um já murcho tom da manifestação: muita chuva e dispersão. Os manifestantes prometem continuar indo às ruas (e se aglomerando) para ir na contramão do mundo e pedir, no momento em que o mundo clama por cura, por menos vacina.

GUERRA ENTRE BOLSONARO E DORIA

Nesta terça-feira (8), o presidente Jair Bolsonaro afirmou em uma rede social que a vacina contra Covid-19 tem por objetivo proteger a população e não deve para ser usada para fins políticos, em mais uma crítica indireta a Doria.

“O Brasil disponibilizará vacinas de forma gratuita e voluntária após comprovada eficácia e registro na Anvisa. Vamos proteger a população respeitando sua liberdade, e não usá-la para fins políticos, colocando sua saúde em risco por conta de projetos pessoais de poder”, disse Bolsonaro no Twitter.

Pouco antes, em um pronunciamento no Palácio do Planalto, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, também mandou um recado ao governador de São Paulo, que anunciou na véspera o início da vacinação com a CoronaVac no Estado em 25 de janeiro.

"Não podemos dividir o Brasil num momento em que todos nós passamos essas dificuldades", afirmou Pazuello.

Doria defende que a CoronaVac, vacina da chinesa Sinovac que está sendo testada e produzida no Brasil pelo Instituto Butantan, seja incluída no Programa Nacional de Imunização, mas o governo federal resiste.

Confira as fotos da manifestação:

Manifestação realizada nesta terça contra a proposta de imunização da população paulista através da CoronaVac. (Foto: Pedro Chavedar/Yahoo Notícias)
Manifestação realizada nesta terça contra a proposta de imunização da população paulista através da CoronaVac. (Foto: Pedro Chavedar/Yahoo Notícias)
Manifestação realizada nesta terça contra a proposta de imunização da população paulista através da CoronaVac. (Foto: Pedro Chavedar/Yahoo Notícias)
Manifestação realizada nesta terça contra a proposta de imunização da população paulista através da CoronaVac. (Foto: Pedro Chavedar/Yahoo Notícias)
Manifestação realizada nesta terça contra a proposta de imunização da população paulista através da CoronaVac. (Foto: Pedro Chavedar/Yahoo Notícias)
Manifestação realizada nesta terça contra a proposta de imunização da população paulista através da CoronaVac. (Foto: Pedro Chavedar/Yahoo Notícias)
Manifestação realizada nesta terça contra a proposta de imunização da população paulista através da CoronaVac. (Foto: Pedro Chavedar/Yahoo Notícias)
Manifestação realizada nesta terça contra a proposta de imunização da população paulista através da CoronaVac. (Foto: Pedro Chavedar/Yahoo Notícias)
Manifestação realizada nesta terça contra a proposta de imunização da população paulista através da CoronaVac. (Foto: Pedro Chavedar/Yahoo Notícias)
Manifestação realizada nesta terça contra a proposta de imunização da população paulista através da CoronaVac. (Foto: Pedro Chavedar/Yahoo Notícias)
Manifestação realizada nesta terça contra a proposta de imunização da população paulista através da CoronaVac. (Foto: Pedro Chavedar/Yahoo Notícias)
Manifestação realizada nesta terça contra a proposta de imunização da população paulista através da CoronaVac. (Foto: Pedro Chavedar/Yahoo Notícias)
Manifestação realizada nesta terça contra a proposta de imunização da população paulista através da CoronaVac. (Foto: Pedro Chavedar/Yahoo Notícias)
Manifestação realizada nesta terça contra a proposta de imunização da população paulista através da CoronaVac. (Foto: Pedro Chavedar/Yahoo Notícias)
Manifestação realizada nesta terça contra a proposta de imunização da população paulista através da CoronaVac. (Foto: Pedro Chavedar/Yahoo Notícias)
Manifestação realizada nesta terça contra a proposta de imunização da população paulista através da CoronaVac. (Foto: Pedro Chavedar/Yahoo Notícias)