Pequim afirma que bola está no campo de Washington para diálogo climático

·1 minuto de leitura
O chefe da diplomacia da China, Wang Yi (AFP/KIM Min-Hee)

O governo dos Estados Unidos deve melhorar as relações com a China para avançar no tema da mudança climática, afirmou nesta quinta-feira (2) o ministério chinês das Relações Exteriores durante a visita de um enviado de Washington que busca pressionar Pequim a reduzir suas emissões poluentes.

As tensões entre China e Estados Unidos aumentaram nos últimos meses, com críticas à política dos direitos humanos de Pequim e sua gestão inicial da pandemia de coronavírus.

A mudança climática é um dos poucos temas em que as duas partes conseguiram manter a harmonia.

Pequim, no entanto, advertiu que a cooperação ambiental pode ser afetada pela deterioração nas relações bilaterais.

"A cooperação sino-americana sobre o clima não pode ser separada da relação geral entre os dois países", afirmou o ministro chinês das Relações Exteriores, Wang Yi, durante uma conversa por vídeo com o enviado de Washington, John Kerry.

"A bola está no campo dos Estados Unidos, e os Estados Unidos devem parar de ver a China como uma ameaça e um rival", completou Wang Yi.

Kerry, que viajou ao Japão esta semana, afirmou que a China "tem um papel super crítico" para combater a mudança climática.

"O mundo não pode resolver o problema do aquecimento global sem o compromisso total da China, que produz 27% das emissões de gases do efeito estufa do mundo", afirmou.

O enviado de Washington pediu a Pequim para "cumprir uma responsabilidade proporcional ao seu status."

A China é a maior emissora mundial de dióxido de carbono, seguida pelos de Estados Unidos.

Pequim prometeu alcançar o teto de emissões em 2030 e atingir a neutralidade de carbono em 2060, mas continua dependendo do carvão, responsável por quase 60% de seu consumo de energia.

tjx/apj/gle/mas/gm/fp

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos