Pequim tem mais fechamentos por Covid; cresce irritação com lockdown em Xangai

Pessoas fazem fila para exame de detecção de Covid-19 em Pequim

Por Martin Quin Pollard e David Stanway

PEQUIM/XANGAI (Reuters) - A capital da China, Pequim, fechou mais atividades comerciais e complexos residenciais nesta sexta-feira, com as autoridades aumentando o rastreamento de contatos para conter um surto de Covid-19, enquanto a irritação pelo lockdown de um mês em Xangai cresceu.

No centro financeiro, pessoas confinadas têm protestado contra o lockdown e as dificuldades em obter provisões batendo em panelas durante as noites, de acordo com uma testemunha da Reuters e moradores.

Um vídeo compartilhado nas mídias sociais, cuja autenticidade não pôde ser verificada imediatamente, mostrava uma mulher alertando as pessoas por meio de um alto-falante para não bater panelas, dizendo que tais gestos estavam sendo incentivados por "forasteiros".

O governo de Xangai não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

Em Pequim, as autoridades correm contra o tempo para detectar casos de Covid e isolar aqueles que estiveram ao seu redor.

Uma placa colocada do lado de fora de um complexo residencial dizia "Entrada apenas. Sem saída".

A moradora polonesa Joanna Szklarska, de 51 anos, foi enviada para um hotel de quarentena como contato próximo, mas se recusou a dividir o quarto, que tinha apenas uma cama, com a vizinha.

Ela foi mandada de volta para casa, onde as autoridades instalaram um alarme na porta da frente. Em seguida, ela foi chamada de volta ao hotel, onde agora tem seu próprio quarto.

"Nada faz sentido aqui", disse a consultora de língua inglesa por telefone.

Em uma coletiva de imprensa regular na sexta-feira, as autoridades de saúde chinesas não responderam a perguntas sobre se Pequim entrará em lockdown ou quais circunstâncias podem levar a tais medidas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos