Perícia conclui que MC Kevin sofreu acidente ao cair de varanda

·3 minuto de leitura

RIO — O laudo da perícia do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) feita no hotel da orla da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, concluiu que a queda do cantor Kevin Nascimento Bueno, o MC Kevin, da varanda da suíte 502, “teve como causa aparente um acidente”, que causou a morte do funkeiro, na noite do último domingo, dia 16. O documento, assinado pelo perito Luiz Alberto Moreira Coelho e obtido com exclusividade por O GLOBO, aponta que não havia no quarto indícios de “briga” ou “ações violentas”.

No apartamento, além de Kevin, estavam o amigo dele Victor Elias Fontenelle e a modelo Bianca Domingues. O resultado da prova técnica poderá corroborar a versão apresentada pelas duas testemunhas, que alegam que o funkeiro, acompanhado da moça, estaria na sacada quando tentou passar para o andar de baixo e acabou se desequilibrando acidentalmente.

No inquérito que apura o caso na 16ª DP (Barra da Tijuca), seis pessoas prestaram depoimento por duas vezes - totalizando 12 oitivas. Outro amigo do artista, Jhonatas Augusto Cruz narrou na delegacia que chegou a entrar na suíte e insistir para também manter relações sexuais com a modelo, o que foi rechaçado por Kevin. O jovem disse que tomou banho no apartamento, alertou o funkeiro que sua mulher, a advogada Deolane Bezerra, que estava hospedada na suíte 1305 o estaria procurando e deixou o local em seguida.

O grupo conheceu Bianca no Kiosque Carioca, horas antes, onde consumiram R$ 1.555,40 — apenas com bebida alcoólica e enérgico, foram desembolsados R$ 1.070 — e a levaram para ter relações sexuais no hotel. Eles combinaram o valor de R$ 2 mil, que seria pago ao final. Ao delegado, a moça a disse ter a impressão de que o artista estaria receoso que Deolane chegaria e tentou fugir. Já Victor disse que o amigo não teria motivos para se matar e reiterou acreditar que ele poderia estar com medo de ser flagrado durante a traição.

Outros dois rapazes, que estavam na praia com Kevin, Jhonatas e Bianca disseram que foram chamados quando o funkeiro caiu próximo ao espaço da piscina. Em vídeos publicados em redes sociais, eles aparecem gritando por socorro. Uma ambulância foi chamada e o artista foi socorrido para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, mas não resistiu aos ferimentos. O laudo de necropsia do Instituto Médico Legal (IML) apresentou que o corpo do rapaz sofreu 13 fraturas, do nariz, maxilar, mandíbula e costelas, além de hemorragia na cabeça, perfuração no pulmão e rompimento do fígado. A causa da morte é descrita como traumatismo crânio encefálico.

Já Deolane contou na distrital disse que o noivo estava “extremamente agitado” por ter feito uso de bebida alcoólica e droga sintética (MD). Ela disse que eles haviam discutido por ela ter questionado a renovação de diárias do hotel por Kevin para amigos e homens que trabalham na sua equipe de produção. Ele chegou a convidar a advogada para ir à praia, mas ela o chamou de “otário” e o bloqueou no telefone.