Perícia confirma que corpo carbonizado é de fuzileiro naval

Paolla Serra
·1 minuto de leitura

O laudo do Posto Regional de Polícia Técnica e Científica - São Gonçalo concluiu que é do fuzileiro naval Matheus Filipe Coelho dos Santos, de 24 anos, o corpo carbonizado encontrado em um veículo no bairro Monjolos, na Região Metropolitana do Rio. De acordo com o documento, assinado pela odontolegista Mônica Carvalho, a arcada dentária do jovem é compatível com os exames entregues pela família do militar.

Segundo Denise Rivera, perita criminal e assessora técnica da Polícia Científica da Polícia Civil, o resultado saiu em menos de 48 horas. Agora, a Delegacia de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG) investiga a motivação do crime. O carro carbonizado foi encontrado cerca de seis quilômetros à frente de onde o fuzileiro foi visto pela última vez.

Matheus Filipe desapareceu na última quinta-feira, após retornar do trabalho. De acordo com a irmã do fuzileiro, Andressa Coelho, a última pessoa a falar com a vítima foi a mãe, na quinta-feira à noite. Desde então, ele não atende o celular e não manda notícias à família.

Em nota, a Marinha do Brasil, que auxilia a polícia nas investigações, também informou que no dia do desaparecimento, o fuzileiro se apresentou para servir no 1º Batalhão de Infantaria de Fuzileiros Navais e foi licenciado normalmente na ocasião, após a conclusão do Curso de Especialização.

Desde então, parentes e amigos têm se mobilizado nas redes sociais em busca de pistas que levem até Matheus Filipe. Qualquer informação pode ser repassada à polícia através do Disque-denúncia (2253-1177) ou através dos telefones dos familiares do jovem (21) 96933-4474 ou 97389-2955.